ÚLTIMAS NOTÍCIAS:
  • Compartilhe

Texto

Crueldade Nunca Mais

Passeata histórica em defesa dos animais reúne mais de 20 mil pessoas em SP

22 de janeiro de 2012 às 18:51

Por Lilian Regato Garrafa   (da Redação)

Foto: ANDA

22 de janeiro de 2012. Um dia histórico para a defesa dos direitos animais. Manifestações simultâneas em mais de 170 cidades brasileiras marcaram o domingo como um dia de luta pela punição contra crimes aos animais. Em São Paulo, o protesto reuniu mais de 20 mil pessoas.

Compareceram ativistas, integrantes de ONGs, protetores independentes, artistas, mas, principalmente, cidadãos comuns, que não pertencem a nenhum movimento e pela primeira vez foram às ruas emprestar sua voz e seu apoio aos animais que precisam ter seus direitos reconhecidos.

Foto: ANDA

Com início às 10h, o protesto convocado por organizadores do movimento Crueldade Nunca Mais saiu do Masp em direção à  Rua da Consolação, tomando três faixas da Avenida Paulista. Em pouco tempo os acessos foram completamente bloqueados pelos manifestantes, que num ato pacífico pediam justiça, cadeia e leis rígidas que punam a violência que a cada dia é praticada contra animais em suas mais diversas formas e níveis de tortura.

As vozes das mais de 20 mil pessoas ecoaram e provocaram positivamente quem passava pela região. Muitos iam se juntando à passeata. Os motoristas dos carros apoiavam com buzinaço e os passageiros dos ônibus faziam gestos de apoio e aprovação.

Trabalhadores de uma obra pararam e também pediram justiça empunhando cartazes. Foto: ANDA

Muitos artistas estiveram presentes. O ator Marcelo Médici, um grande ativista na proteção animal e um dos coordenadores da comissão Lei Lobo, compareceu para protestar contra a violência com os animais. A atriz Lúcia Veríssimo, vegana e ativista há mais de 20 anos, disse que “manifestações como esta nos dão a certeza de estarmos caminho certo. Pacificamente e com uma grande mobilização podemos chamar a atenção para uma causa de importância social imensa. Não podemos nos calar e nos omitir diante de crimes hediondos contra animais sem exigir que a justiça seja feita.”

A atriz Lúcia Veríssimo, presente na passeata, pede punição mais severa para os crimes contra animais. Foto: ANDA

Outros artistas como a apresentadora Luisa Mell e o o ator Nico Puig estiveram presentes. Nico, que tutela três cachorros, integra a campanha contra leishmaniose e fez questão de participar do movimento e mostrar seu entusiasmo pela defesa da vida.

A modelo, atriz e apresentadora Gianne Albertoni participou ativamente da manifestação e afirmou que as penas para quem comete crimes contra animais são muito brandas, e a principal motivação de participar de ações como esta é pedir uma lei, que é a Lei Lobo, para a qual é necessário arracadar assinaturas a fim de obter sua aprovação no legislativo e ter um resultado mais rápido possível.

A empresária e socialite Marina de Sabrit, que também emprestou sua voz neste dia, declarou que, quando se fala em amor aos animais, o sentido é o de respeito ao próximo. “Muitas pessoas interpretam amor aos animais como fanatismo, mas o que se deve entender é que é apenas uma questão de respeito. O mesmo respeito que se dá ao ser humano se deve dar aos animais e à natureza”.

Foto: ANDA

O protetor voluntário e ativista Luiz Scalea reiterou a necessidade de se mudar a penalidade prevista em lei para maus-tratos a animais. Para isso foi organizada tal manifestação simultânea em muitos estados e cidades do país a fim de sensibilizar a sociedade e pedir enrijecimento das leis que deveriam protegem os animais.

Roberta Ropperto, protetora há vinte anos e ativista, mostrou-se orgulhosa ao ver a mobilização e a quantidade de pessoas se manifestando. Afirmou que agora os casos de crueldade têm vindo à tona na mídia diariamente, mas como protetora ela acompanha isso há muito tempo, atuando em resgates diários. Por isso considera fundamental que todos adquiram essa consciência e continuem se mobilizando.

As irmãs gêmeas Mariana e Carolina Azevedo, de 16 anos, compareceram pela primeira vez a uma manifestação em defesa dos animais. Voluntárias de uma ONG que acolhe cães, elas resgataram 3 gatos e 1 cachorro em situação de abandono. Um de seus gatos foi recolhido com o fêmur fraturado e passou por cirurgia. Declararam que, apesar de ser o primeiro protesto de que participam, é necessário que haja mais manifestações como a de hoje.

Os representantes da Iniciativa das Religiões Unidas participaram do movimentos pelos animais. (Foto: ANDA)

Um pastor, um padre, um espiritualista, um hare-krishna e um rabino, juntos, representaram a Iniciativa das Religiões Unidas. O Reverendo Elias de Andrade Pinto destacou que, se não houver a paz também entre os animais, não haverá paz para o mundo, ressaltando que todos os líderes religiosos ali presentes são vegetarianos por questão de coerência. Afirmou haver debates para acelerar o processo de transparência e evolução de forma a evitar o uso e sofrimento de animais pelas religiões. Uma evolução planetária é o que está, segundo ele, em andamento.

Foto: ANDA

Também participaram da ação em São Paulo personalidades como a ex-vereadora Soninha Francine, o deputado federal Ricardo Izar, presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Animais, e o deputado estadual Feliciano Filho.

O vídeo a seguir registra o encerramento do passeata, com concentração em frente ao Masp, momentos antes da dispersão:

Assista à reportagem da Globo News

 

Veja abaixo como foram as manifestações em outras cidades e confira muitas imagens aqui.

Aracaju

Araraquara

Balneário Rincão

Bauru

Blumenau

Belém

Belo Horizonte

Brasília

Campinas e RMC (Região Metropolitana de Campinas)

Campo Grande

Caxias do Sul

Crato

Cuiabá

Curitiba

Fortaleza

Goiânia

Itapetininga

Itatiba

Jaboatão

Jundiaí

Maceió

Manaus

Maringá

Niterói

Novo Horizonte

Ourinhos

Passo Fundo

Piracicaba

Pirassununga

Ponta Grossa

Porto Alegre

Recife

Ribeirão Preto

Rio de Janeiro

Rio Grande

Rio Preto

Rondonópolis

Salvador

Teresina

Tietê

Uruguaiana

Vitória

  • Compartilhe

  • Imprimir Imprimir
  • Comunicar Erro

Enviar para um amigo
Comunicar erro

eu apoio a anda

Ricardo Japinha

japinha

Depois de me tornar vegetariano, por princípios, considerando injusto ter que matar animais que teriam a vida toda pela

Ricardo Japinha
Baterista CPM22

Baterista CPM22

Suprema Mestra Ching Hai

SMCH+3

O prêmio de Compaixão Mundial foi concedido em reconhecimento às brilhantes conquistas da Agência em informar o mundo do

Suprema Mestra Ching Hai
Líder mundial humanitária

Líder mundial humanitária

Veja todos os depoimentos »

Facebook
Você é o repórter
Siga a ANDA: