O pico sul da montanha mais alta da Suécia, Kebnekaise, coberto de neve, perdeu uma batalha antiga com o pico norte rochoso da mesma montanha. O aquecimento global tratou de resolver quem era maior e derreteu o pico após o verão de 2018, que bateu recordes de calor. Neste ano, o verão foi ainda mais quente, consolidando o pico rochoso como o vencedor.

O pico de gelo
Foto: Independent

O professor de geografia da Universidade de Estocolmo, Gunhild Rosqvist, afirmou ao Independent que essa é a menor altura do pico até hoje. “Nos últimos 50 anos, a altura do pico sul de Kebnekaise diminuiu 24 metros”, contou.

O aumento do nível dos gases de efeito estufa, que causam as mudanças climáticas, teve como consequência um alto aquecimento nas regiões polares do mundo. Nesta semana, o aumento global da temperatura foi considerado mortal para a Groelândia, cujas geleiras estão derretendo em quantidades recordes.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.