Calor escaldante da Austrália continua mantando milhares de morcegos


A ANDA noticiou recentemente que, apenas dois dias, uma onda de calor no norte da Austrália dizimou quase um terço dos morcegos da espécie raposa-voadora-de-óculos (Pteropus conspicillatus) do país. Os animais não conseguiram sobreviver às temperaturas, que passaram de 42°C.

Agora, mais de 2.000 “raposas voadoras” morreram em Victoria, pela onda de calor extremo e o governo do estado declarou uma emergência natural.

Na terça-feira, o Departamento de Meio Ambiente, Terra, Água e Planejamento (DEWLP) confirmou que cerca de 1.400 das espécies nativas morreram perto de Bairnsdale, na costa sudeste do estado. Outros 900 animais foram encontrados mortos em uma colônia de Gippsland perto de Maffra, leste de Melbourne. As informações são do Daily Mail.

Os animais morreram quando, na maior parte de Victoria, quando a temperatura ultrapassou os 40°C, na última sexta-feira(25).

Alguns morcegos que sobreviveram ao calor foram levados para um centro de reabilitação animais selvagens.

Cavalos selvagens também são afetados

Não são apenas os morcegos gigantes que estão morrendo devido às temperaturas escaldantes na Austrália.

Semana passada, dezenas de cavalos selvagens foram encontrados mortos dentro de um poço seco, no Território do Norte. Acredita-se que eles foram até lá em busca de água, mas como não a encontraram, não tiveram pra onde ir e morreram no local.

 

 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

COMOVENTE

ACIDENTE

Acolhimento

CRUELDADE

FINAL FELIZ

ACIDENTE

DESAPARECIMENTO

RECONHECIMENTO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>