ÚLTIMAS NOTÍCIAS:
  • Compartilhe

Texto

Crueldade sem limites

Cão estuprado, esfaqueado e furado com pregos em Belo Horizonte (MG)

19 de novembro de 2010 às 13:12

Marli Delucca
msdelucca@gmail.com

Este é o Tigre. Um lindo cãozinho SRD que foi encontrado em uma situação de dor, covardia e desespero!

Tigre foi violentado até seu ânus ficar deformado e estava com muitos ferimentos que parecem ter sido provocados por prego por todo e uma ferida aberta nas costas.

O Tigre é um cachorro realmente lindo. Costumo dizer que não conheço nenhum cachorro com a pureza do olhar da minha vira-latinha, a Mila. Mas, de agora em diante, não poderei falar mais assim, pois os olhos do Tigre são de uma pureza emocionante. Situação que só faz aumentar a comoção que assola o coração da gente quando a gente tenta entender tudo que aconteceu com ele. Não dá para olhar para ele e não deixar de desejar as piores coisas que a vida pode oferecer à pessoa que fez tamanha covardia com um ser tão puro e doce.

Do agressor, tudo que sabemos é que provavelmente resida no bairro Caiçara, onde Tigre foi encontrado imóvel, quase morto. E mais um absurdo: o cachorro estava ali em um ponto de ônibus movimentado, pessoas iam e vinham e ninguém fez nada.

Sabe-se que ele permaneceu ali um dia inteiro até que fosse, finalmente, resgatado. Gente passando de um lado para o outro e, a exemplo de crimes cometidos contra humanos, ninguém viu nada, ninguém sabe nada e, neste caso, ninguém fez nada, ninguém se mexeu para sequer tirá-lo dali, numa situação que, segundo sua socorrista, estava prestes a ser esmagado pela roda de um ônibus que parasse mais rente ao ponto.

A melhor coincidência de tudo foi ter encontrado ali a pessoa que o resgatou, sua primeiro anjo da guarda, a comerciante Suzana Caporali, que é também colaboradora do grupo Cãopartilhe (www.caopartilhe.com), responsáveis pelos custos do tratamento do Tigre na clínica veterinária. Conta que, aliás, deve estar quilométrica.

Tigre e sua resgatista

O fato é que graças ao empenho desses protetores e dos veterinários da clínica, Tigre vem respondendo bastante bem ao tratamento e tudo dará certo. Ele vai voltar a andar, vai ser um cachorro feliz ao lado de uma família que o ame e o respeite de verdade. E isso há de acontecer mais rápido que podemos imaginar. Tigre está medicado e a vet garante que dor ele já não sente mais, graças aos medicamentos.

O ferimento no dorso está feio ainda – não consegui tirar foto porque como ele fica o tempo todo se arrastando no chão, se apóia de forma que o ferimento fique voltado para o chão, mas está fechado por curativos e remédios para a cicatrização. Uma das patinhas está enrolada numa faixa. Está bastante ferida.

Pelo diagnóstico médico, Tigre foi barbaramente queimado, torturado com pregos e violentado sexualmente. A agressão pode ter sido a causa do deslocamento da clavícula e é por isso que não consegue se manter de pé, nem se locomover. Suzana estava, inclusive, fazendo massagem, sob orientação da veterinária, na patinha dele, exercitando-a para ajudá-lo a voltar a andar.

Quem tiver um bom coração e quiser contribuir com as despesas ou adotá-los posteriomente, entre em contato:

caopartilhe@caopartilhe.com  ou dani@caopartilhe.com  ou 031 8785-0731 (só após 17h).
Retornaremos gradativamente. Seja um adotante e cãopartilhe a solidariedade pelos animais!
Grupo Cãopartilhe
www.caopartilhe.org.br

Nota da Redação: De acordo com informações da leitora Maria izabel Vendrame (izabel_vendrame@hotmail.com) o cão faleceu.

  • Compartilhe

  • Imprimir Imprimir
  • Comunicar Erro

Enviar para um amigo
Comunicar erro

eu apoio a anda

Janine Borba

Janine Borba

Dizem que quem não gosta de samba bom sujeito não é, pois eu acho que quem não gosta de bichos bom sujeito não é! Eu que

Janine Borba
Jornalista e apresentadora

Jornalista e apresentadora

Edgard Scandurra

edgard

Eu acho que uma iniciativa como a ANDA é muito importante. Entre tantas coisas por trazer para sociedade as informações

Edgard Scandurra
Músico

Músico

Veja todos os depoimentos »

Facebook
Você é o repórter
Siga a ANDA: