ÚLTIMAS NOTÍCIAS:
  • Compartilhe

Texto

Rancho dos Gnomos

Morre em Cotia (SP) leão que foi resgatado dos maus-tratos em circo

05 de agosto de 2010 às 12:13

Morreu nesta terça-feira (3) Will, um leão que viveu 13 anos em uma carreta de circo, sendo violentamente subjugado pelo domador. Ele encontra-se, neste momento, na USP, com a equipe técnica do Rancho dos Gnomos, que está realizando necropsia em seu corpo para obtenção do laudo oficial da causa mortis.

O primeiro contato com a terra e grama foi no Santuário Rancho dos Gnomos. Assistam, clicando aqui, a esse momento de pura emoção.

Sua história, assim como a de todos os animais com histórico de vida em circo, é revelada quando notamos as marcas de tortura em seu frágil corpo, bem como em resultados de exames clínicos.

A História de Will

Em 28 de dezembro  de 2005, a equipe do Rancho dos Gnomos (Silvia, Marcos Pompeu e equipe técnica) dirigiu-se ao Rio de Janeiro-RJ para resgatar um leão que fora apreendido no circo Koslov e encaminhado para o RIOZOO, onde permaneceu por aproximadamente 60 dias.

Enquanto isso, um novo recinto estava prestes a ser concluído no Rancho, graças ao apoio de Karlinhos e Carolina, grandes amigos e parceiros. Foi o total empenho deste casal em solucionar tal caso que possibilitou o fim dos maus-tratos, exploração, abuso, violência e negligência para com o animal.

Motivados por uma reportagem publicada em um jornal local sobre o assunto, Karlinhos e Carolina deram início a uma longa e burocrática maratona em busca de uma solução para o leão que, naquele momento, ainda se encontrava nos bastidores do referido circo.

Foram imediatamente até o local em que o circo estava instalado e, como é de praxe, o mesmo já havia partido. Embora fosse muito grande a dificuldade de novamente localizá-lo, a busca pelo paradeiro do tal circo prosseguiu e, felizmente, resultou bem-sucedida.

Ao localizá-lo, e seguindo orientação do Jurídico do Rancho dos Gnomos, Karlinhos foi pessoalmente atestar a presença do leão no circo e constatar sua apresentação, lembrando que é proibido o uso de animais em espetáculos circenses no Estado do Rio de Janeiro (Lei Estadual Nº 3.714/01).

Indignado com a situação deplorável que presenciou e munido de fotos, Karlinhos prosseguiu com os trâmites legais indo até o Ministério Público protocolar uma representação encaminhada pela Dra. Renata de Freitas Martins, acompanhada das provas adquiridas.

Enquanto o inquérito civil MPRJ Nº 2005.001.22137.00 corria, Karlinhos também corria para conseguir os recursos necessários para a construção do recinto.

Finalmente, o dia do resgate chegou. Por volta das 14h do dia 29 de dezembro de 2005, a equipe do Rancho dos Gnomos chegou ao RIOZOO, onde foi possível constatar pessoalmente a triste situação em que também vivem os animais excedentes – no extra (bastidores) – dos ZOOs.

Em um compartimento de aproximadamente 2,5 m x 1,5 m, totalmente cimentado e com pouquíssima luminosidade, encontrava-se “Baby” (como era chamado o leão).

Após um dramático resgate realizado por funcionários do ZOO, a equipe do Rancho dos Gnomos finalmente pôde levar “Baby” para o seu novo lar em Cotia-SP.

“Baby” agora se chama “Will”, em homenagem ao filho do corajoso e excepcional casal Karlinhos e Carolina.

A história de Will foi concluída depois de um grande jogo de empurra entre o Ibama e o Sr. Vitor Fasano – na época, Secretário da SEPDA (Secretaria Especial de Promoção e Defesa dos Animais/RJ) – que, como sempre, nada fazem, nada resolvem.

Já no Rancho dos Gnomos, após o período de quarentena, mais uma etapa foi vencida, talvez a mais emocionante: a soltura de Will em um recinto construído especialmente para ele.

Will viveu majestoso no Rancho dos Gnomos.


Fonte: Santuário Rancho dos Gnomos

  • Compartilhe

  • Imprimir Imprimir
  • Comunicar Erro

Enviar para um amigo
Comunicar erro

eu apoio a anda

Giovanna Ewbank

giovanna_ewbank

Os animais são os seres mais puros que existem, eles não podem falar, mas seu olhar já nos diz tudo! Quem dera se todos

Giovanna Ewbank
Atriz

Atriz

Professor Galdino

professorgaldino

Respeito e carinho pelos animais não humanos é manifestação de amor ao Universo. Aquele que não considera os outros sere

Professor Galdino
Vereador (PSDB Curitiba/PR)

Vereador (PSDB Curitiba/PR)

Veja todos os depoimentos »

Facebook
Você é o repórter
Siga a ANDA: