Vários estados

19 eventos de adoção de cães e gatos (até 1º de novembro)

Distrito Federal 31-10-2009 Feirinha de Adoção SVPI - 104 Sul - Brasília DF Paraná 31-10-2009 Campanha de Adoção de Animais Permanente - Fazendinha - Curitiba PR 31-10-2009 Evento de Adoção da Soc. Prot. de Animais de Campo Largo - Campo Largo PR 01-11-2009 Evento de Adoção Fofuras - Centro Cívico - Curitiba PR Rio de Janeiro 31-10-2009 Só Filhotes - Petrópolis RJ Rio Grande do Sul 31-10-2009 Feirinha de Adoção de Cães e Gatos - Cidade Baixa - Porto Alegre RS São Paulo Grande SP 28-10-2009 - 01-11-2009 Centro de Adoção de Cães e Gatos do Projeto Natureza em Forma - Pau... - São Paulo SP 30-10-2009 Feira de Doação - Alphaville - Barueri SP 31-10-2009 Feira de Adoção Deixe Viver - Vila Rosália - Guarulhos SP 31-10-2009 Feira de Adoção dos Anjos dos Bichos - Alphaville - Barueri SP 31-10-2009 CCZ-SP - Cães e Gatos - Santana - São Paulo SP 31-10-2009 Feira de Adoção Pet Show - Nova Petrópolis - S. Bernardo do Campo SP 31-10-2009 Feira de Adoção de Cães e Gatos União SRD - Pompéia - São Paulo SP 31-10-2009 - 01-11-2009 Feira Adoção APAA Sto. Amaro - São Paulo SP 31-10-2009 Feira de Adoção Toca dos Gatinhos - Bela Vista - São Paulo SP
Arte mostra crueldade

Grafite defende o fim dos testes em animais

A protetora e ambientalista Claudia Lulkin encontrou, na parede de uma escadaria, um desenho em grafite defendendo o fim dos testes em animais. "Na quarta passada, vinha descendo a escadaria da Duque, e... surpresa!"
Heron Santana

Joaquim Nabuco e a escravidão no Brasil

Para Joaquim Nabuco a escravidão provocou profundas feridas na nacionalidade brasileira, deixando sequelas que até hoje refletem em nossa ordem econômica, política e cultural. Vindos da metrópole, prisioneiros, deserdados, “mulheres erradas” e tudo mais de ruim que por lá havia chegaram por aqui sem nenhum projeto deliberado de construir uma nação.
Apoio internacional

Tigres do mundo correm risco de extinção em breve

Os tigres que vivem livres na natureza podem se extinguir em todo o mundo dentro de duas décadas, a não ser que sejam intensificados os esforços de conservação para frear o declínio de sua população, disseram especialistas em vida selvagem nesta quarta-feira. Estima-se que hoje existam apenas 3.500 tigres vivendo livres em 12 países asiáticos e na Rússia, contra cerca de 100 mil há um século, disseram especialistas e conservacionistas. Os tigres vêm sendo caçados para a extração de partes de seus corpos e a Ásia está ao centro do comércio de animais selvagens que a organização policial internacional Interpol estima possa movimentar mais de 20 bilhões de dólares por ano. As peles dos tigres são vendidas no mercado paralelo para servir de tapetes ou capas. Em países como a China, uma pele de tigre pode valer até 20 mil dólares no mercado ilegal. De acordo com conservacionistas, outros perigos enfrentados pelo chamado "patrimônio asiático" que é o tigre são a destruição de seus habitats e a redução da base de presas das quais eles se alimentam. "Se a conservação dos tigres continuar sendo tratada como vem sendo até agora, a população estará fadada à extinção nos próximos 15 a 20 anos", disse à Reuters o diretor de programas do Fundo Salvar os Tigres, de Washington, Mahendra Shrestha, falando durante uma conferência sobre a conservação de tigres.
Causa mortis desconhecida

Filipinos acham tubarão-baleia morto na Baía de Manila

A equipe da guarda costeira filipina recolheu um tubarão-baleia (Rhincodon typus) achado morto no quebra-mar da Baía de Manila nesta quarta-feira (28). A causa da morte do animal, com cerca de 5 metros de comprimento, é desconhecida. Só havia um ferimento na cauda do tubarão-baleia, disseram membros da guarda costeira.
Maringá, PR

Preso ladrão que roubou três cães em pet shop na Avenida Anchieta

Com antecedentes criminais por porte ilegal de arma e homicídio, o auxiliar de cozinha Maycon Danilo da Rocha, 20 anos, o “Macaco”, assumiu, nesta terça-feira (27) pela manhã, ser o responsável pelo furto de três filhotes de cães das raças pug e yorkshire que estavam à venda – por R$ 1,6 mil cada - em um pet shop localizado na Avenida Anchieta, centro de Maringá. Apesar da confissão, apenas dois filhotes foram recuperados. O terceiro animal estaria sob guarda de uma jovem que teria participado do furto. A garota – que já responde processo pelo furto de dois cães da mesma loja - está desaparecida, mas terá o pedido de prisão encaminhado à Justiça. A Polícia Civil não revelou como conseguiu identificar o autor do arrombamento, uma vez que as imagens gravadas pelas câmeras instaladas nas áreas interna e externa da loja mostraram o ladrão agindo com capacete de motoqueiro. Após quebrar o vidro da porta principal, o arrombador levou apenas três segundos para abrir as gaiolas e furtar os animais. Detido na manhã desta terça-feira (27), Rocha explicou que só praticou o furto – ocorrido dia 23 deste mês - porque queria dar um filhote de cachorro para a esposa. Ele contou ter agido em conluio com sua colega de trabalho, Ana Patrícia Lessa Uchoa, que teria usado uma moto para dar cobertura e fuga.
Em busca do responsável

Cães são maltratados em bairro de Lages, SC

A reportagem de O Momento atendeu nesta terça-feira (27) denúncias de maus tratos contra vários cachorros em uma casa no bairro Santa Helena. No local, foi constatado que os animais vivem em situação precária. O tutor dos cães não foi encontrado. Os animais estavam amarrados no quintal da residência. Alguns aparentando estarem doentes e se alimentando precariamente. A situação mais preocupante, conforme constatou nossa reportagem, é de uma cadela da raça Rottweiler. O animal está magro e totalmente debilitado. De acordo com acordo com Lei 9.605/98, que trata sobre os Crimes Ambientais (art.32), maus-tratos contra animais domésticos, nativos ou exóticos caracterizam crime e podem render pena de detenção de três meses a um ano e multa. Mais informações na edição de O Momento que circula nesta quinta-feira (29) em toda a Serra Catarinense.
Incompetência criminosa

Obra em lago mata milhares de peixes no interior de SP

Uma obra realizada no lago que fica na praça central de Bebedouro, a 381 km de São Paulo, causou a morte de milhares de peixes que viviam no local. Tucunarés, carpas chinesas e curimbas eram algumas das espécies que existiam no lago. De acordo com a prefeitura, foi preciso baixar o nível da água para a entrada das máquinas que fariam a obra no local. O engenheiro esperava que chovesse, e assim a água se tornaria suficiente. Entretanto, a chuva não aconteceu e os peixes começaram a morrer.
Holanda

450 mil animais foram mortos em 2008 por serem excedentes da “indústria de testes”

No ano passado 450 mil animais gerados para testes em animais por cientistas foram mortos, por terem sido considerados excedentes à demanda ou por serem do sexo "errado", de acordo com um informe publicado pela VWA, autoridade que cuida da alimentação e segurança dos produtos para o consumidor da Holanda. Os animais "excedentes", que custam cerca de 2 euros à indústria de testes em animais, incluem camundongos, ratos, coelhos, gatos, cães e macacos, segundo mostra a publicação. No total, mais de um milhão de animais foram gerados para usos laboratoriais na Holanda, no ano passado.
Virginia/EUA

Policiais do sistema carcerário são acusados de abusar sexualmente de cão e filmar a cena

Cinco policiais do sistema carcerário norte-americano foram acusados de crueldade animal após abusar sexualmente de um cão e gravar o ato em vídeo. A polícia informou que os oficiais, que trabalhavam em uma prisão de Goochland, estavam em um canil de Powhatan participando de um treinamento para incluir cães policiais no presídio. Foi quando um deles tocou o cão inapropriadamente e ainda filmou o estupro. As profissionais veterinárias que cuidaram do cão afirmaram que policiais como estes não poderiam jamais tutelar um cão. “Eu estou definitivamente preocupado com o mal que esses homens poderiam fazer a um animal no futuro”, declarou a Dra. Tamara Leopold.