Comentário: Gerald Thomas

Desmembramentos, ou o Auschwitz dos Animais

Com uma câmera escondida filmaram animais, cuja pele era retirada enquanto estavam ainda todos vivos. Dizem que é para permitir um corte limpo, depois as carcaças são jogadas em pilhas ainda vivos e por mais ou menos 10 minutos o coração bate e olhos piscam e as patas dos cães tremem. Leram o que está escrito? Cães! Não bastasse o post anterior expor a matança absolutamente cruel e desnecessária de pequenas baleias e golfinhos na Dinamarca (ritual de passagem, my ass!), agora estamos lidando com cachorros mesmo. No vídeo vemos um que levantou a cabeça e fixou os olhos ensanguentados direto para câmera. Pessoalmente, isso me derruba. Pessoalmente, se eu pudesse, eu mataria, sem a menor compaixão, os (não) humanos que cometem esses crimes contra esses seres.
Espécie ameaçada

Polícia apreende nove filhotes de papagaio em Londrina

Nove filhotes de papagaio Amazona aestiva foram apreendidos na noite de terça-feira (13) na zona norte de Londrina, no Paraná. Policiais da 4ª Companhia da Polícia Militar (PM) flagraram um representante comercial de Colorado, Noroeste do estado, em um veículo em Londrina. A ave está ameaçada de extinção e o transporte dela configura tráfico de animais. O homem foi detido e assinou um termo circunstanciado. Mesmo assim, ele pagará multa de R$ 45 mil. "Provavelmente ele veio para cá vender as aves. Mas não nos informou onde", contou o sargento Reinaldo Vasconcelos dos Anjos, da Polícia Ambiental Força Verde. De acordo com ele, a multa para o tráfico de animais normalmente é de R$ 500. "Mas como os animais são ameaçados de extinção, a multa passa para R$ 5 mil por ave."
Cena rara

Câmera flagra albatroz seguindo orca em busca de comida

As câmeras de vigilância são onipresentes hoje em dia, e capturam praticamente todas as imagens: as boas, as más e aquelas que não é muito educado mencionar. Uma dessas câmeras, aliás, saiu em voo pelo Oceano Antártico, carregada nas costas de um albatroz, e capturou imagens muito raras: um bando de albatrozes seguindo o percurso de uma orca, provavelmente na esperança de obter comida. A câmera pesa cerca de 80 gramas e está equipada com sensores de profundidade e temperatura, além das lentes. Câmeras desse tipo foram instaladas em quatro albatrozes na Bird Island, no Atlântico Sul.
Quadrilha do tráfico

PF prende mais um caçador na Reserva Biológica do Tinguá (RJ)

Mais um homem acusado de ser caçador foi preso na tarde de ontem pela Polícia Federal, em mais uma etapa da investigação para desarticular uma quadrilha de tráfico de animais silvestres que atuava na Reserva Biológica do Tinguá. O homem estava sendo procurado há uma semana quando policiais federais da Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente e Patrimônio Histórico (Delemaph) desencadearam a operação "Nariz de Pedra". Até ontem sete pessoas já haviam sido presas pela PF acusadas de crimes ambientais e formação de quadrilha, especialmente a caça ilegal.
Longe de casa

Cão percorre 130 km tentando encontrar tutores nos EUA

Um cão da raça dachshund havia percorrido cerca de 130 quilômetros na tentativa de voltar para casa quando foi encontrado em Hillsborough, no estado da Carolina do Norte (EUA), segundo reportagem da emissora de TV americana ABC. Os tutores haviam perdido o cão durante uma viagem a Advance, também na Carolina do Norte. Quando foi encontrado, o cachorro já havia andado 130 dos 475 quilômetros que separam o parque de camping da casa da família. O dachshund foi encontrado por Marcie Morgan no meio de alguns arbustos próximo a uma igreja onde seu marido é pastor. Como não tinha identificação, ela colocou um anúncio em um site na internet para descobrir os guardiões do animal.
Portaria 1226/2009

Bruxelas deixa decisões sobre animais em circo aos Estados-membros

Os animais na União Europeia (UE) estão sujeitos ao princípio da subsidiariedade e Bruxelas só age quando a sua ação é mais eficaz do que uma ação realizada a nível nacional, regional ou local, explicou hoje uma fonte comunitária. Neste sentido, tirando questões que são da sua competência exclusiva como o comércio de flora e fauna selvagens ou transporte de animais, são os Estados-membros que legislam como entendem."Quaisquer outras medidas sobre a importação ou restrições à guarda de animais não-domésticos ou questões sobre problemas resultantes da manutenção de animais exóticos em locais para além dos jardins zoológicos não são da competência da Comissão", garante Bruxelas.Desde segunda-feira passada, os circos em Portugal estão impedidos de comprar novos macacos, elefantes, leões, tigres ou hipopótamos, mas podem manter os animais que já estavam lá antes da entrada em vigor da portaria 1226/2009, desde que estes não se reproduzam. Em relação aos animais de circo, Bruxelas estipula, desde 2007, que estes viajem entre Estados-membros da União Europeia tendo um passaporte próprio, com informação relativa a testes oficiais e vacinas. Quem transportar animais em viagens superiores a oito horas deverá ter um diário de viagem de cada animal, além de um GPS no veículo, explicou a mesma fonte.
Consciência

Marisa Monte apoia campanha Segunda sem Carne

A campanha Segunda sem Carne, promovida pela Sociedade Vegetariana Brasileira e pela Secretaria do Verde e do Meio Ambiente da Cidade de São Paulo, passa a contar com o apoio da cantora Marisa Monte.
Linda história

Cadela procura tutor em Porto Alegre

Pessoal , amigos protetores! Domingo , por ocasião do dia de São Francisco de Assis, estivemos na missa à noite. Na procissão antecedeu a missa, eis que uma cadelinha apareceu no meio das mais de 200 pessoas que ali estavam. Ficou olhando a imagem do S. Francisco por um longo tempo e quando , todos entraram p/ assistir a missa, a peludinha resolveu entrar também! Ela esta pronta para ser adotada: castrada, desverminada, vacinada de banho tomado e até com um lacinho pra ficar mais lindinha! Ela convive muito bem com outros cães, sem brigar, sequer se ouve sua voz e só faz xixi na rua.
Pioneira e beneficente

Clínica da UIPA: para colaborar leve seu bichinho para ser cuidado

Poucos sabem que a Clínica Veterinária da UIPA, inaugurada em 1919 como o primeiro hospital veterinário do país, reverte toda a sua receita para a manutenção das atividades da entidade, incluindo seu abrigo de animais, que funciona como um centro de recuperação de animais vitimados por abandono, acidentes e crueldade. Ao valer-se dos serviços da Clínica, o cliente está contribuindo não só para o atendimento de animais abandonados, mas para a execução de inúmeras atividades, como: ajuizamento de ações judiciais, encaminhamento de denúncias de maus-tratos às autoridades, redação de projetos de lei que são encaminhados aos parlamentares, lobby realizado nas casas legislativas para aprovação de projetos de lei de interesse dos animais, elaboração de pareceres jurídicos e veterinários, recuperação, esterilização, manutenção e encaminhamento à adoção de animais vitimados por maus-tratos e abandono, assessoramento do Ministério Público em inquéritos e ações em defesa dos animais, dentre muitas outras atividades. A Clínica conta com veterinários pós-graduados e experientes cirurgiões como Claudio Ribeiro Cruz, ortopedista e cirurgião geral, que está na UIPA há quase vinte anos; Kelly Ito, mestre e doutoranda em ortopedia pela USP , Paloma Paim, pós graduada na USP em Clínica Médica, dentre outros profissionais. Dispomos ainda de acupuntura e de fisioterapia. Realizamos diversos exames laboratoriais e de Raio-X. Não é necessário marcar consulta, o atendimento é por ordem de chegada. O agendamento é necessário apenas para cirurgias realizadas aos sábados e para as ortopédicas.
Projeto GAP

Santuário do Paraná abrigará casal de chimpanzés de Israel

Após mais de um ano de trâmites burocráticos no Brasil e em Israel, um casal de chimpanzés que estava em condições precárias em um zoológico particular de Israel, chega nesta quinta-feira (15), em São Paulo. Os chimpanzés devem chegam no Aeroporto de Cumbica, onde serão cumpridos todos os trâmites para permanência no país. Posteriormente seguirão por transporte aéreo para o Santuário do Paraná, um dos afiliados do Projeto GAP, onde já há um recinto pronto aguardando pelo casal.