fbpx
quinta-feira, janeiro 23, 2020
Está ao relento

Mestiço de fox paulistinha aguarda resgate em terreno baldio de Sorocaba (SP)

Este pequeno foi abandonado em um terreno baldio em frente à casa de uma amiga em Sorocaba e continua lá paradinho esperando pelo tutor. Ele é muito manso e bonzinho. É ainda jovem e de porte médio. Acreditamos que mestiço de Fox Paulistinha. Não está castrado, mas eu me comprometo com a castração dele assim que conseguir um cantinho pra ele. Lá no terreno ele fica ao relento, pois as pessoas roubam quando colocam casinha. Ele é muito bonito. Tem estas orelhas pretas que são um charme. Será que alguém pode nos ajudar dando lar temporário para ele ou adotá-lo? Se for para fora de Sorocaba, eu me comprometo a levá-lo, mas deve ser em finais de semana. Contato: Mayana Pelegrino
Adoção

Gato salvo de enxurrada em Francisco Morato (SP) precisa de um novo lar

Um gato de aproximadamente três meses foi resgatado de uma enxurrada na cidade de Francisco Morato (SP). Bonzinho e brincalhão, o filhote aguarda um novo lar amoroso.
Meigo

Filhote espera por adoção em São Paulo

O YAM é um lindo filhote SRD. Ele nasceu em São Paulo no dia 09/10/2010. Já está vacinado e evrmifugado, a castração está agendadado parao próximo mês de fevereiro. Quenado crescer vai ficar de porte pequeno a médio.
Feliz, apesar dos maus-tratos

Lindo cachorrinho que vive e sofre na rua precisa de resgate, em Santo André (SP)

Uma pessoa do Jd. Alvorada, em Santo André (SP), pediu ajuda, resgate ou adoção para esse menino tão sofrido. Ele teve as almofadinhas das patas cortadas de propósito, uma vizinha da Rua Jacareí, no mesmo bairro, esta cuidando dele na rua, deixa-o amarrado numa casinha para não machucar as patinhas que agora estão cicatrizando, porém, claro, ele precisa muito de um lar, ou alguém que possa resgatá-lo. Sei que as protetoras estão lotadas de animais e dívidas, mas eu resolvi escrever pela vidinha dele, de repente alguém se compadece e dá um lar a esse menino já tão sofrido.
aguarda resgate

Cachorro está abandonado na saída do metrô Conceição (SP)

Cachorrinho de porte médio está abandonado na saída do Metrô Conceição (SP), sentido Rua Guatapará, no ponto de ônibus em frente às barracas de camelôs, de onde sai a lotação: ônibus 5759-10 - Parque Primavera. Está bem debilitado e não consegue andar, ele tenta se levantar, mas segundo a pessoa que o viu e avisou, se arrasta com as patinhas traseiras, ela até comprou um salgado, mas ele nem cheirou.
Novo lar

Cachorro Marrom busca adotantes em Porto Alegre (RS)

O cachorro da imagem é carinhosamente chamado de Marrom. Ele foi encontrado amarrado com uma corda curta em uma árvore em Porto Alegre (RS). Foi resgatado, recebeu tratamento e agora está lindo e saudável à espera de um novo lar. Marrom já está castrado e vacinado. Interessados em adotá-lo entrem em contato com a Eugenia através do telefone abaixo.
Alguém o viu?

Protetora procura cachorro desaparecido em Santo André (SP)

O cãozinho da imagem foi resgatado das ruas de Santo André, SP, por uma protetora, mas infelizmente ele fugiu no dia 19 de junho e ela não consegue encontra-lo. Ele foi visto pela última vez no Jardim Ipanema, próximo ao Parque da Juventude (Avenida Cap. Mário Toledo de Camargo). Alguém o viu por aí?
Lar temporário

Cachorro é encontrado em situação precária em Nova Iguaçu (RJ)

O cachorro da imagem foi encontrado em situação de completo em Nova Iguaçu, RJ. Ele estava repleto de parasitas e sua cauda estava sendo consumida por miíases. Ele foi resgatado por uma moradora de Santa Teresa, que, infelizmente não pode ficar com ele. Ele recebeu alta esse fim de semana e não tem para onde ir.
adoção responsável

Cachorra aguarda por nova chance em São Paulo (SP)

A cadela da foto tem cerca de sete meses de idade e está à procura de uma família. É dócil e brincalhona. Encontra-se na rua Maporé, jardim São Luiz, em São Paulo/SP. Próximo ao hospital Campo Limpo. Quem tiver interesse em adotá-la pode entrar em contato com a Marta através do telefone disponibilizado abaixo.
Correm riscos

Cães abandonados com sarna em estação de trem precisam de ajuda, em Perus (SP)

Essas duas crianças, um menino de cerca de 4 a 5 meses e 1 menina de 3 meses, estavam correndo sérios riscos, abandonados no calçadão em frente à estação de trem de Perus. Os dois estão super magros e o machinho está com muita sarna. Mas são dois inocentes correndo todo tipo de riscos. Como virar as costas para eles? Não tenho onde colocar mais nenhum animal em casa, por isso estão internados na clínica do dr. Pedro, no Butantã, para tratamento da sarna, vacinas e castração. Como o caso era urgentíssimo, o Nico foi resgatar para mim. Ainda estou devendo o táxi dog no valor de R$ 80,00 e vou precisar de toda ajuda possível para manter mais esses dois.
Aguardando adoção

Cadela idosa é abandonada por tutor no Parque da Independência, em SP

Esta cachorra idosa foi abandonada domingo (04), no Parque da Independência, em SP. Quando a encontramos, não conseguia andar muito bem. Agora está melhor, mas continua, na maior parte do tempo, deitada. Como está gorda, presumimos que foi, recentemente, abandonada. Foi levada ao veterinário e constataram-se alguns problemas de saúde, mas nada grave. Está castrada. A Administração do Parque não tem condições de mantê-la aqui.
Aguarda novo lar

Cão comunitário sofre preconceito de moradores de Guarulhos (SP)

O "Rueiro" como é carinhosamente chamado pela vizinhança, apareceu há uns 04 meses e "adotou" a calçada do Sr. Roberto e família, numa avenida super movimentada em Guarulhos (SP), no Bairro Jardim Palmira. Logo chegou o frio e ficava preocupada, pois não via sequer um papelão no chão para protegê-lo do cimento gelado. Ia quase todas as noites e colocava tapetinho, papelão e que no outro dia, desapareciam. Apesar do Sr. Roberto gostar muito do Rueiro, não posso dizer o mesmo da sua mulher e filha. Eles já tem um pit bull e ela não quer saber de adotá-lo. Um dia, vi que tinha um bilhete no portão, que dizia para não darem comida para ele. A mulher apareceu justo na hora e perguntei o motivo e se ela não tinha dó. Alegou que dava comida para ele e que não precisava que sujassem sua calçada.