sábado, junho 6, 2020
Califórnia/EUA

Policial mata com 11 tiros uma vaca grávida usada em feira de exposições

Defensores dos direitos dos animais organizaram um protesto pacífico depois que uma vaca prenha foi assassinada com 11 tiros por um policial na feira de exposições California State Fair. A vaca havia se soltado enquanto estava com uma equipe de veterinários. "Estamos todos absolutamente chocados e horrorizados que um péssimo tratamento aos animais como este tenha lugar em uma propriedade do Estado, sob a orientação da Escola de Veterinária UC Davis", disse Jennifer Fearing, diretor sênior da Humane Society dos Estados Unidos.
Governo cruel autoriza extermínio

220 cães aguardam a morte por eutanásia em Neuquén, na Argentina

Conforme decisão aprovada por autoridades de Neuquén, na Argentina, a população canina que vive nas ruas poderá ser exterminada dentro de um prazo de quatro meses. A cruel medida foi determinada depois de confirmados casos de leptospirose na região, onde há duas pessoas internadas. Segundo informe da subsecretaria de Serviços Urbanos do município, em Colonia Nueva Esperanza, localidade de Neuquén, região da Patagônia, Argentina, vivem 1.116 cães. Nas últimas duas semanas, tutores entregaram 220 animais, a maior parte em estado de saúde muito precário, que em cinco dias serão sacrificados. Essa foi a decisão tomada depois de uma reunião onde participaram representantes da “Comissão de bairro”, “Associação de Fomento Rural do bairro", o "Zoonoses", vereadores e membros do gabinete municipal.
Contra a exploração e a crueldade

Astronauta russo opõe-se à utilização de primatas em experimentos da NASA

Célebre astronauta russo, titular do recorde mundial do Guinness Book, Valentin Lebedev é um dos mais novos integrantes da indústria aeroespacial que manifesta publicamente sua oposição aos planos da NASA de utilizar primatas em experimentos sobre radiação espacial. Embora a Rússia tenha supostos planos em ir adiante com a utilização de experimentação animal, Lebedev manifestou sua oposição em uma carta para a Animal Defenders International (ADI) no dia 28 de junho, 2010, Lebedev descreve estes experimentos como “inadmissível para razões humanas”. Lebedev, que é atualmente Diretor do Centro Científico de Geoinformação e membro correspondente da Academia de Ciências Russa, alerta que estes experimentos não são necessários, porque “o conhecimento existente oriundo de inúmeras experiências com vôos no espaço já é suficiente para prever a influência da radiação espacial nas pessoas”.
Boas notícias para os animais

Ursos e macacos: duas conquistas recentes nos EUA

Além da boa notícia vinda da Espanha, quando a Catalunha anunciou que proibiu as touradas na região a partir de 2012, dos Estados Unidos vieram também duas notícias positivas para os animais. A primeira delas é que um tribunal federal proibiu que empresas de petróleo fizessem sondagens no Alasca, na região do Mar Chukchi, também conhecido como Mar dos Ursos-polares. O processo de exploração na região foi iniciado no fim da era Bush e foi continuado por Obama. Uma coalizão de ONGs pelos animais, incluindo a NRDC, e ambientalistas entrou com uma ação judicial e conseguiu convencer um juiz de que faltava uma análise adequada dos riscos ambientais.
Mais uma vitória dos direitos animais

Pereira, na Colômbia, declara-se livre de circos com animais

Pela primeira vez na Colômbia, um conselho municipal aprova um projeto que proíbe a apresentação de espetáculos circenses que utilizem animais em seus espetáculos. Com o projeto, Pereira também se declara uma cidade que promove a educação para a conservação e prevenção dos maus-tratos à fauna silvestre. O projeto proíbe o governo local de dispor de propriedades para fins de apresentação de espetáculos que envolvam a utilização de animais silvestres, e também indica que o município de Pereira e entidades descentralizadas não devem promover, financiar e incluir na sua programação turística e cultural, espetáculos que incluam animais silvestres.
Mais uma vitória

Cidade espanhola se declara livre de circos com animais

O plenário de Palma, na Espanha, aprovou nesta segunda-feira, 26, uma proposta para que não seja permitida a instalação de circos ou outros espetáculos que utilizem animais selvagens na cidade. A proposta aprovada nesta segunda-feira torna a cidade de Palma "contrária à exibição de animais selvagens em circos", e também insta o Parlamento a alterar a Lei de Proteção dos Animais que vivem no ambiente humano. O plenário também pediu à prefeitura municipal que sejam utilizados todos os meios disponíveis para continuar garantindo a conformidade com as normas vigentes para a proteção dos animais.
Crueldade e sadismo

Bolivianos caçam animais e divulgam prática pela internet

Jovens bolivianos caçam animais de mais de 25 espécies, e divulgam fotos e informações da prática sádica de matar por "diversão" pela internet. O grupo, chamado ScZ HuNtEr'S ClUb (Clube de Caçadores SCZ) compartilha dados das melhores armas e dos melhores locais pela rede de relacionamentos Facebook. As imagens falam por si só: veados com cabeças ensangüentadas, com legendas do tipo "as 16 balas do rifle Buck estão no pescoço e na cabeça". Um dos caçadores mostra um pequeno tigre morto. A caça é uma prática habitual na Bolívia, apesar de ser proibida a matança de espécies silvestres protegidas pela Constituição local.
Salvos do massacre

65 mil cães são salvos do sacrifício em Bali, na Indonésia

Integrantes da associação de Bem-estar Animal de Bali (BAWA, sigla em inglês) colocaram em prática a campanha de vacinação de cães abandonados no distrito de Gianyar. Esse programa não tem apenas o objetivo de evitar epidemias de raiva, como também mostrar às autoridades locais que o sacrifício de animais não é a solução para a erradicação da doença. Um plano de vacinação de oito meses teve como resultado o balanço de 42.500 cachorros imunizados em Gianyar, evitando assim o sacrifício de 565.000 e protegendo 390.000 humanos da epidemia. Depois da epidemia de raiva em 2008, em Bali, as autoridades governamentais ordenaram o sacrifício de animais abandonados com a justificativa de controlar a propagação da doença. A operação gerou terríveis cenas de crueldade na ilha, já que milhares de cães foram envenenados com grandes doses de estricnina, sofrendo dolorosas convulsões e hemorragias internas.
Abuso contra animais

Projeto de lei propõe a proibição de imagens que incitem à zoofilia, na França

Enquanto os abusos de natureza sexual contra os animais estão proibidos desde 2004, surge uma nova proposta de lei visando proibir a sua representação, na França. De acordo com reportagem publicada no site da Fundação 30 Millions D'amis, Muriel Marland-Militello, deputada de Alpes-Maritimes e já na origem de uma proposta de lei antitouradas em junho, quer agora reforçar a legislação que pune os atos de crueldade: "a representação de zoofilia é um ato de crueldade, da mesma forma que o ato em si", declara a parlamentar. "Esse tipo de imagem constitui uma falta de respeito aos animais, que deve ser punida da mesma forma". Na França, a lei condena a até dois anos de prisão e 30 mil euros de multa as pessoas reconhecidamente culpadas "de exercer abusos graves, ou de natureza sexual, ou de cometer um ato de crueldade contra um animal doméstico, ou domesticado, ou em cativeiro" (artigo 521-1 do código penal). Ela, no entanto, esquece dos que veiculam esse tipo de imagem através principalmente de sites de internet especializados.
Catástrofe ambiental

Ativistas mexicanos fazem manifestação por ações contra o derrame de petróleo

Cerca de vinte ativistas da organização espanhola em defesa dos animais AnimaNaturalis fizeram, recentemente, um protesto na Cidade do México, chamando a atenção para que se reduza o consumo de produtos petrolíferos, e pedindo que sejam feitas mais ações para limpar o petróleo derramado no Golfo do México. Segundo informações divulgadas no site da AnimaNaturalis, os ativistas estavam banhados em um líquido simulando ser petróleo, e ficaram em frente a um posto de gasolina em uma importante avenida da Cidade do México, estendendo a divulgação que tem sido feita sobre a catástrofe ambiental que ocorreu no Golfo do México, e denunciando a falta de ações do governo federal e das unidades competentes mexicanas para ajudar na limpeza da mancha de petróleo, que já atingiu a costa mexicana.
Do picadeiro para o palco

Cão é explorado em peça teatral em São Paulo

Apesar das novas e gradativas conquistas pela abolição de animais em circo, na contramão desse movimento a mesma modalidade de exploração de animais para entretenimento foi inaugurada em São Paulo: um cão é explorado como ator na peça 'O Domador de Férias', em cartaz no Teatro Alfa. Ao mesmo tempo em que questiona o uso de animais por seres humanos, a peça apela para o mesmo tipo de exploração ao utilizar um animal no palco. Uma peça teatral como esta nada oferece de pedagógico: crianças são ensinadas a olhar para os animais como objetos de exibição, que se expõem, se exploram e dos quais se abusa.
Cruelmente assassinadas

Operação disfarçada da Sea Shepherd expõe massacre de baleias na Dinamarca

Em 19 Julho de 2010 um grupo de 236 baleias piloto foi cruelmente assassinado na cidade de Klaksvik, nas Ilhas Feroe, na Dinamarca. A Sea Shepherd Conservation Society conseguiu documentar o massacre através da operação de um ativista disfarçado, que viveu entre os moradores locais durante uma semana para conseguir as imagens do massacre, que envolve encurralar os bandos de cetáceos em uma enseada antes de atingir a coluna vertebral dos animais com uma faca. Segundo informações divulgadas no site da Sea Shepherd Conservation Society, Peter Hammarstedt, ativista da entidade e primeiro oficial do navio Bob Barker, estava vivendo disfarçado entre os moradores locais por mais de uma semana quando ouviu pelo rádio informações sobre um massacre acontecendo em Klaksvik.