terça-feira, julho 7, 2020
Sriracha Tiger Zoo/Tailândia

Repórter presencia atrocidades praticadas contra animais em zoológico

Alguns amigos nos visitaram e pediram que os levassem para conhecer algum lugar legal e assim optamos por conhecer o Sriracha Tiger Zoo por conta de algumas recomendações e amigos. Nós, nem nossos amigos, achamos o lugar agradável. Se esse zoológico foi no Ocidente, teria sido fechado e os proprietários acusados de crueldade contra os animais, então se você ama os animais e facilmente se chateia, risque este lugar de sua agenda. Quase todos os animais aparentam estar estressados e depressivos em suas jaulas - característica inerente a qualquer zoológico. Filhotes de tigre são tirados de suas mães e dado aos porcos para poderem mamar, enquanto os leitões são retirados de sua mãe e dados aos tigres. Isso pode não ter um efeito psicológico sobre os jovens, mas tenho certeza que tem um efeito sobre as mães. Ela passeou pelo recinto todo o tempo em que estivemos lá, dando voltas em círculos e nenhum funcionário percebeu como ela estava infeliz. O porco que dava alimento aos tigres estava em um pequeno recinto sem ter espaço para girar e só foi capaz de deitar para dar de mamar para os filhotes de tigre a partir do próximo espaço através de barras.
Crime de crueldade

Dezenas de cães abandonados são encontrados mortos no Chile

Em Peñaflor, uma comuna da Província de Talagante, na região metropolitana de Santiago, no Chile, protetores do grupo "Los Ocupantes" se depararam com uma cena atroz. Na manhã de 18 de novembro, um grupo de protetores dos animais que cuidava de cães de rua encontrou dezenas de animais mortos, com sinais de que foram envenenados, devido às terríveis expressões de dor que mostravam. Alguns animais apresentavam sinais de que foram brutalmente espancados e esfaqueados. Todas as casinhas em que viviam os animais foram destruídas. Apesar de viverem nas ruas, todos os cães tinham nomes. Segundo informações do PrensAnimalista, a matança dos animais ocorreu depois que o prefeito Manuel Fuentes apareceu em todos os noticiários locais, anunciando que iria retirar todos os cães abandonados da comuna.
Vitória contra a exploração

Nicarágua proíbe a apresentação de circos com animais

Nesta quarta-feira, 17, foi aprovada na Nicarágua uma lei que proíbe a apresentação de circos com animais. Qualquer espetáculo internacional que inclua em sua apresentação números com animais selvagens não poderá ingressar no país, segundo o projeto de lei apresentado pela deputada Mônica Baltodano, durante a aprovação da lei para a proteção e o bem-estar dos animais domésticos e animais silvestres domesticados. A parlamentar disse que a proposta está em conformidade com a Declaração Mundial dos Direitos dos Animais e com as tendências de humanização no tratamento deles. Ela lembrou que, além de os animais selvagens terem sido retirados do seu habitat natural, como os elefantes, tigres e leões que vivem da África, também sofrem maus-tratos durante o adestramento, para que realizem atos que não condizem com a sua natureza.
Crueldade/Reino Unido

Serial killer de gatos é procurado após matar 30 animais

Os crimes na aldeia de Stogursey nos montes de Quantock, em Somerset, têm intrigado as autoridades depois de dezenas de animais terem sido encontrados mortos ou morrerem em casa, aparentemente após serem envenenados. Emma Guy, 30, viu seu gato Marbles de quatro anos, se tornar uma vítima após a ingestão de uma substância suspeita gerando vômitos graves e logo após morrendo de insuficiência renal. Um exame post mortem, feito por veterinários, identificou como etileno-glicol, um produto químico tóxico frequentemente encontrado em anticongelantes.
Tortura, ignorância e falta de ética/EUA

Em nove anos, 62 chimpanzés foram mortos vítimas de testes em laboratórios

O NIH – National Institute of Health (Instituto Nacional da Saúde dos Estados Unidos) tem massacrado chimpanzés nos últimos nove anos. Sessenta e dois chimpanzés que residiam no Alamogordo Primate Facility (APF) morreram entre 2001 e 2010. A informação era mantida oculta, porém, as organizações NEAVS e Projeto R & R, através da Ata de Liberdade da Informação, conseguiram acesso a estas cifras tenebrosas, que aqui relacionamos. O mais dramático disto é que o NIH, que existe para lutar pela vida, promove a morte de dezenas de nossos irmãos primatas, que estão "aposentados" da experiência médica nas instalações de Alamogordo. E agora pretendem reativar procedimentos invasivos nos 186 primatas restantes para experimentos de doenças como hepatite, câncer, doenças autoimunes e outras. A maioria destes chimpanzés vive desde o nascimento em gaiolas de laboratórios.
Crueldade em nome da fé

Animais são brutalmente assassinados em Festa do Sacrifício muçulmana

O feriado Kurban Bayram, que acontece esta semana, leva muitas pessoas em toda a Turquia a comprar animais para sacrificá-los a fim de agradecer e compartilhar sua “generosidade” com os vizinhos e pessoas necessitadas. Generosidade esta que não se estende aos demais seres vivos, que são cruelmente assassinados em nome de uma dita religião. De acordo com o jornal Daily News, o distrito de Istambul criou um bazar de animais e instalações de abate, tratando seres vivos como se fossem meros objetos para o consumo diabólico e indiscriminado do ser humano. A quantidade de negociações e o fluxo de pessoas é acompanhado pelo tumulto em dezenas de cercados de 100 metros quadrados, onde os carneiros e touros, assustados e trêmulos de sofrimento, tentam fugir através das cercas de madeira. Os vendedores inescrupulosos utilizam pedaços de madeira para contê-los de maneira brutal e cruel, batendo em suas costas.
"Stop the Clock"/Austrália

Campanha propõe a abolição do limite de tempo para os animais que aguardam adoção em abrigos

O abrigo de animais Keysborough, na Austrália, aderiu a uma crescente campanha para mudar as regras do estado, exigindo que os abrigos sacrifiquem os animais não adotados no prazo de 28 dias. Segundo reportagem do jornal australiano Mordialloc Chelsea Leader, de acordo com diretrizes do Departamento de Indústria Primária, cães e gatos disponíveis para adoção só podem ser mantidos em abrigos por quatro semanas. Após esse tempo, devem ser adotados ou sacrificados. Uma campanha online “Stop the Clock” (parem o relógio) foi criada para abolir
Vivendo normalmente/Grã-Bretanha

Gato ganha próteses após perder as patas traseiras em acidente

Oscar, 2 anos, já gastou uma das sete vidas que todo gato tem. Depois de ter perdido as duas patinhas traseiras em um acidente, voltou a caminhar, pular e correr como antes. O gatinho recebeu duas próteses biônicas feitas sob medida pelo cirurgião veterinário Noel Fitzpatrick. Passou por longo tempo de fisioterapia para reaprender a andar. O acidente ocorreu na Grã Bretanha, há alguns meses, quando foi surpreendido por uma colheitadeira enquanto tomava sol no campo. A crença de que gato tem sete vidas deve ter surgido pelas próprias características desse felino que é ágil, resistente e dono de grande equilíbrio. Quando cai, em geral, consegue se equilibar sobre as quatro patas e dificilmente se machuca, graças ao seu corpo flexível. Também tem excelentes visão e audição, que o ajudam a escapar de outros predadores.
Plantando a violência e a falta de respeito

Empresa de brinquedos debocha do sofrimento dos animais vítimas de atropelamento

Uma empresa inglesa chamada Roadkill, uma expressão que se refere aos animais acidentalmente mortos por carros em estradas, vende bonecos que simulam os corpos dos animais amassados, com as entranhas escapulindo e olhos esbugalhados. É óbvio que o que eles querem fazer é algum tipo de humor negro, mas infelizmente eles calcularam errado as possíveis consequências de fazer marketing em cima do sofrimento e da morte de outros seres. O maior problema é a maneira como a empresa faz seu marketing. Em um dos vídeos de promoção da empresa
Exploração e tortura de seres inocentes

Imagens chocantes mostram a verdade por trás da criação de perus para o Dia de Ação de Graças

Hoje, a tempo para o feriado de Ação de Graças que se aproxima ("Thanksgiving Day", em inglês), a Farm Sanctuary, organização de proteção a animais em fazendas, está lançando um novo vídeo, expondo a verdade por trás da produção comercial de perus. Com imagens inovadoras das investigações ao longo dos anos, o vídeo acompanha a trajetória, de partir o coração, destas aves exploradas mostrando tudo o que acontece com elas desde a inseminação artificial até a morte. É o olhar mais abrangente desta indústria para qualquer leigo em tais questões, proporcionando vários motivos importantes e motivação, para manter perus fora da mesa de jantar. Além de ilustrar a situação atual dos perus, o vídeo explora também por que estes animais sensíveis e sociáveis são dignos de proteção. Com clipes de perus resgatados na Farm Sanctuary`s, abrigos engajados em suas rotinas diárias e sendo homenageado com festas populares de sua própria organização” Comemoração PARA os Perus”, oferece também ao espectador uma idéia da vida emocional destas aves e mostra que, assim como cães e gatos, eles também têm sentimentos e desejos próprios. Uma parte do vídeo mostra abertamente o sofrimento suportado pelos milhões de perus abatidos os EUA todos os anos, também diz aos telespectadores como eles podem ajudar a pôr um fim à crueldade e iniciar uma nova tradição do feriado participando do Projeto da Farm Sanctuary “Projeto Adote um peru”.
Holocausto animal

Autoridades libanesas exterminam dezenas de cães que viviam nas ruas de Beirute

Segundo informações do website Bikya Masr, em um bairro de Beirute a polícia matou na rua dezenas de cães abandonados. Depois da carnificina, os oficiais deixaram para trás os corpos dos animais. “É extremamente perturbador que nosso governo tenha feito isso”, disse Lena Bashara, uma residente que vive perto da rua Hegaz, onde o crime aconteceu. Testemunhas disseram que as mães tentaram defender seus filhotes quando a polícia entrou na área atirando. Segundo relatos, eles almejaram os filhotes especificamente. “Um filhote que nós vacinamos e era muito simpático se escondeu atrás de sua mãe e do porteiro, mas a polícia gritou que se o porteiro não saísse eles atirariam nele também”, disse Khaled Hesham Halawa, um defensor de animais.
Lição de compaixão/EUA

Estudante que se recusou a matar uma galinha durante aula torna-se ativista pelos direitos animais

Quando Whitney Hillman, de 16 anos, fugiu da aula com um galo embaixo do braço, ela sabia que estava salvando a vida de Chicklett, mas não fazia ideia do impacto que isso teria em sua própria vida, ou de outras pessoas e galinhas ao redor do mundo. Nas cinco semanas entre nomear Chicklett em sua escola e o dia que ela supostamente deveria matá-lo, os dois criaram um laço. Whitney não sabia muito sobre como as galinhas eram tratadas antes de conhecer uma. "Odeio dizer isso, mas antes do que aconteceu eu era uma das pessoas que vai ao McDonald's