fbpx
sábado, janeiro 18, 2020
SANTUÁRIO DAS FADAS

‘As pessoas não pensam que animais de fazenda têm sentimentos’, diz fundadora de santuário

Animais que vivem em fazendas, como bois, cabras, porcos e galinhas, são seres sencientes. Isso é, têm emoções e sentimentos. O que eles sentem...
LUTA POR DIREITOS

‘Direitos animais andam de mãos dadas com direitos humanos’, defende o coletivo Feminivegan

Com o objetivo de unir as lutas pelos direitos dos animais e das mulheres, e também abordar temas relativos aos trabalhadores, surgiu o coletivo...
DEPUTADO FEDERAL

“O amor pelos animais humaniza as pessoas”, afirma o deputado David Miranda

A defesa pelos direitos animais é uma das bandeiras levantadas pelo deputado federal David Miranda (PSOL), que tem feito uso de sua visibilidade e...
DIREITO DA SAÚDE ANIMAL

Juristas publicam livro sobre evolução da legislação sobre saúde animal

Os juristas Thiago Pires Oliveira, mestre em Direito e especialista em Direito do Estado, e Luciano Rocha Santana, doutor em Filosofia Moral e Jurídica, são...

Projeto criado nas redes sociais desmistifica ideia de que ser vegano é caro

Para desmitificar a ideia de que o veganismo é elitista e conscientizar as pessoas sobre a exploração e a crueldade animal, a vegana Caroline...

Projeto Médicos Vegetarianos usa rede social para promover alimentação baseada em vegetais

O projeto, comandado por mais de 80 médicos de diferentes especialidades, tem 108 mil seguidores no Instagram.
RENATA FORTES

Baleia-franca pode entrar em estágio irreversível de extinção se medidas não forem tomadas

A baleia-franca, que é uma das espécies afetadas negativamente pela ação humana, consta na categoria de ameaça da Portaria MMA nº 444, de 17 de dezembro de 2014, como em perigo, e no estado de conservação como espécie ameaçada. Segundo a advogada animalista Renata Fortes, se medidas urgentes não forem tomadas, há o risco de, no futuro, a baleia-franca entrar em estágio irreversível de extinção. Nesta entrevista exclusiva à ANDA, a advogada fala a respeito da crise vivida pelo Berçário da Baleia Franca, localizado em Santa Catarina, e também sobre a situação crítica da espécie, além de abordar ações de preservação necessárias.
ANA CEREGATTI

“Bebês e crianças podem ser veganos sem prejuízo de crescimento”

A nutricionista especialista em nutrição vegetariana e materno-infantil, Ana Ceregatti, concedeu uma entrevista exclusiva à ANDA, por meio da qual explicou que uma pessoa pode ser vegana, e se manter saudável, em qualquer período da vida, inclusive durante a infância e a gestação. 
MALGA DI PAULA

“Minha cadela me ajudou a despertar o amor por outras espécies”

Idealizadora da plataforma Veganistas, responsável por agenciar um time de influenciadores digitais veganos com o intuito de divulgar produtos e serviços veganos, a empresária Malga Di Paula, viúva do humorista Chico Anysio, tornou-se vegetariana e, depois, vegana graças a um despertar proporcionado por uma cadela tutelada por ela. Em entrevista exclusiva à ANDA, ela fala sobre a compaixão pelos animais que a levou ao veganismo e faz uma análise sobre a expansão da filosofia vegana.
EVANNA LYNCH

“Eu quero ajudar todas as pessoas a se conectarem com seu coração vegano”

Conhecida principalmente por interpretar a querida e incomum personagem Luna Lovegood nos filmes de “Harry Potter”, Evanna Lynch, de 26 anos, é uma dedicada ativista que luta para conscientizar o público sobre os direitos animais. Além de participar de campanhas, a atriz irlandesa já narrou um vídeo de realidade virtual que denuncia a crueldade da indústria de laticínios e apresentou versões veganas de famosas guloseimas mostradas no universo de “Harry Potter”. Ela também é uma das quatro apresentadoras do podcast sobre veganismo The Chickpeeps, que estreou em novembro de 2017 e, desde então, realizou 25 programas. Nesta entrevista exclusiva à ANDA, Evanna fala sobre ativismo e mostra sua visão crítica sobre a indústria do cinema e de celebridades.
KARLA SANTONE

“Estamos trilhando um caminho sem volta porque se trata de uma evolução da humanidade: tratar os animais como seres de direito”

Após se unir a uma série de médicos para se posicionar contra o embarque de 25 mil bois do Porto de Santos, no litoral de São Paulo, até a Turquia, a mastologista Karla Santone decidiu criar o grupo Médicos Vegetarianos. A profissional paulistana tornou-se vegana por compaixão aos animais não humanos e percebeu que a conscientização realizada por médicos pode ser um passo fundamental para educar as pessoas.
ROBERTO JULIANO

“Meu cachorro me ensinou tudo o que sei, foi ele que me deu a exata noção de que somos iguais”

“Alameda da Amizade”, “Rua do Bem-Estar” e “Beco dos Sonhos” são algumas das placas que transmitem a sensação de paz de um espaço arborizado no bairro do Butantã, na zona oeste de São Paulo (SP). Conhecido como Vila Vegana, o local foi inaugurado em maio de 2017 na Rua Padre Justino, 653, pelo professor de Literatura aposentado Roberto Juliano, que iniciou o restaurante Vegan & Co. há aproximadamente quatro anos na Avenida Corifeu de Azevedo Marques.