fbpx
segunda-feira, dezembro 9, 2019
CONTEÚDO ANDA

Banco de dados online mapeia efeitos da poluição sobre animais marinhos

Caminhões não fazem o lixo desaparecer. Eles simplesmente o colocam em um lugar onde pode ser convenientemente esquecido. Infelizmente, nossos hábitos de consumo são cada vez mais prejudiciais, já que o planeta não pode continuar a absorver o lixo tão rapidamente. O lixo é agora visível em toda parte, na terra e no mar, e também impacta negativamente os animais.
Tubarão nadando no oceano
CONTEÚDO ANDA

Cientistas alertam que matança de tubarões pode destruir ecossistemas marinhos

Cientistas têm se posicionado contra uma proposta do assassinato em massa de tubarões que tem sido analisada pelo Senado da Austrália.
Detritos plásticos na ilha de Henderson
CONTEÚDO ANDA

Cientistas descobrem ilha com 38 milhões de pedaços de plástico no Oceano Pacífico

Se você já se perguntou para onde suas escovas de dentes de plástico e isqueiros vão depois de descartá-los, aqui está a resposta: muitos acabam no oceano, o que significa que acabam no fundo dos mares ou nas praias - como em uma ilha remota desabitada no meio do Oceano Pacífico.
Camadas de gelo
CONTEÚDO ANDA

ONU cria iniciativa para monitorar clima e camadas de gelo nas regiões polares

Com o número relativamente baixo de informações disponíveis sobre as regiões polares da Terra que representam riscos para as pessoas e o meio ambiente - a agência meteorológica da ONU iniciou um esforço internacional de dois anos para acabar com as lacunas na capacidade de previsão polar e melhorar a segurança ambiental do planeta.
CONTEÚDO ANDA

O grande silêncio climático: ignoramos que estamos à beira do abismo

Depois de 200 mil anos de humanos modernos em uma Terra de 4.5 bilhões de anos de idade, nós chegamos em um novo ponto da história: o Antropoceno, período em que as atividades humanas começaram a ter um impacto global significativo no clima da Terra e no funcionamento dos seus ecossistemas.
Mergulhador em bancos de rodolitos
ALERTA

Tesouros: Brasil tem sete ecossistemas diferentes sob ameaça em seu litoral

Quem passeia pela praia, por rochas e desembocaduras de rios está na verdade visitando diferentes habitats marinhos. Sabe aquela praia que você achava que estava deserta? Devia saber quem se escondia embaixo da areia. Os ecossistemas costeiros têm uma enorme biodiversidade, que inclui desde bactérias, algas, plantas, crustáceos e moluscos, até peixes, aves e mamíferos.
CONTEÚDO ANDA

Estudo alerta que desmatamento pode causar extinção de centenas de milhares de espécies tropicais

Em 2015, um estudo descobriu que atividades humanas como o desmatamento têm causado a extinção de animais a uma taxa 100 vezes mais rápida do que os níveis basais históricos

Obama aponta o consumo de carnes como o maior responsável pelas mudanças climáticas

O ex-presidente norte-americano Barack Obama pronunciou um discurso de abertura na Seed & Chips Global Food Innovation Summit em Milão, na Itália.
CONTEÚDO ANDA

Centro para Diversidade Biológica processa Trump por exploração de petróleo em habitats de espécies ameaçadas

Pela 15ª vez, o Centro para a Diversidade Biológica levou Trump à Justiça desde que ele se tornou oficialmente o presidente dos Estados Unidos.

Cientistas afirmam que restam apenas 10 anos para o nosso planeta

Segundo o Instituto Internacional de Análise de Sistemas Aplicados, se os seres humanos não reduzirem drasticamente as emissões de gases de efeito estufa e...
CONTEÚDO ANDA

Cientistas afirmam que restam apenas 10 anos para o nosso planeta

Segundo o Instituto Internacional de Análise de Sistemas Aplicados, se os seres humanos não reduzirem drasticamente as emissões de gases de efeito estufa e começar a preservar suas fontes de carbono, como as florestas, o nosso planeta terá uma data de validade de 10 anos.
De olho no planeta

Aquecimento global compromete a Grande Barreira de Corais

Pelo segundo ano consecutivo, cientistas constataram o branqueamento da Grande Barreira de Corais, na Austrália. A perda das cores é preocupante por ser um indicador de que as algas marinhas que servem de alimento para os corais estão desaparecendo. Os dados foram divulgados hoje pelo Centro de Excelência ARC para Estudos de Recifes de Coral, do Conselho de Pesquisa Australiana, e, segundo os pesquisadores, a grande causa para o dano é o aumento da temperatura nos oceanos, atribuído ao aquecimento global. Em 2016, o norte da barreira já havia sido atingido e, agora, 1.500 quilômetros estão esbranquiçados e apenas a parte sul está intacta.