terça-feira, setembro 17, 2019

Cientistas afirmam que restam apenas 10 anos para o nosso planeta

Segundo o Instituto Internacional de Análise de Sistemas Aplicados, se os seres humanos não reduzirem drasticamente as emissões de gases de efeito estufa e começar a preservar suas fontes de carbono, como as florestas, o nosso planeta terá uma data de validade de 10 anos.

Aquecimento global compromete a Grande Barreira de Corais

Pelo segundo ano consecutivo, cientistas constataram o branqueamento da Grande Barreira de Corais, na Austrália. A perda das cores é preocupante por ser um indicador de que as algas marinhas que servem de alimento para os corais estão desaparecendo. Os dados foram divulgados hoje pelo Centro de Excelência ARC para Estudos de Recifes de Coral, do Conselho de Pesquisa Australiana, e, segundo os pesquisadores, a grande causa para o dano é o aumento da temperatura nos oceanos, atribuído ao aquecimento global. Em 2016, o norte da barreira já havia sido atingido e, agora, 1.500 quilômetros estão esbranquiçados e apenas a parte sul está intacta.

Microplástico: poluição invisível ameaça oceanos

De pneus a roupas e cosméticos, o microplástico se encontra praticamente em todos os objetos do dia a dia. E seu impacto sobre as águas do planeta é catastrófico: calcula-se que, dos 9,5 milhões de toneladas de matéria plástica que flutuam nos mares, até 30% sejam compostos por partículas minúsculas. Invisíveis a olho nu, elas constituem uma fonte de poluição mais grave do que se pensava, como mostra o mais recente relatório da International Union for Conservation of Nature (IUCN).

ONU lança campanha para reduzir plástico nos oceanos

A ONU lançou uma campanha global dirigida a governos, empresas e consumidores para reduzir os resíduos de plástico nos oceanos, onde são lançadas cerca de oito toneladas por ano deste material. "Clean Seas" ("Limpar os mares") se chama a campanha apresentada durante a Cúpula Mundial dos Oceanos, que acontece até esta sexta-feira (24) em Nusa Dua, na ilha de Bali, na Indonésia, afirmou a ONU em comunicado.

Mudanças climáticas já ameaçam 700 espécies de pássaros e mamíferos

As mudanças climáticas muitas vezes são vistas como uma ameaça futura, mas muitas espécies animais já estão sofrendo com as alterações no planeta. Uma equipe internacional de pesquisadores, liderada pela Universidade de Roma, na Austrália, encontrou evidências de respostas negativas às recentes mudanças no clima em quase 700 espécies de pássaros e mamíferos.

Mudanças climáticas ameaçam sobrevivência do pinguim africano

As mudanças climáticas e a pesca deixaram os jovens pinguins africanos, espécie em risco de extinção, confusos sobre onde encontrar comida, e eles estão morrendo em grande quantidade em consequência disso - disseram pesquisadores.

Como drones e navios tecnológicos estão ajudando a preservar a natureza

A luta pela conservação ambiental é uma briga antiga e complexa: da destruição de habitats naturais ao tráfico de animais silvestres, passando por desmates e pela pesca, são várias as ameaças à natureza que exigem atenção constante de conservacionistas ambientais.

Como o açude mais antigo do Brasil virou um 'cemitério de cágados'

O açude do Cedro é resultado de uma das maiores secas que o Brasil e o Nordeste já enfrentaram. No mês passados, uma equipe de biólogos e estudantes registrou uma amostra do tamanho do impacto ambiental: contou 439 carcaças de cágados - o réptil de carapaça muito parecido com as tartarugas e os jabutis.

Oceanos estão enfrentando uma extinção em massa sem precedentes

“Agora mesmo estamos decidindo, quase sem querer, quais caminhos evolutivos permanecerão abertos e quais serão fechados para sempre. Nenhuma outra criatura jamais havia feito isso, e será, infelizmente, nosso legado mais duradouro”. Elizabeth Kolbert definiu assim o papel que estão desempenhando os seres humanos em A Sexta Extinção, o livro que ganhou o Prêmio Pulitzer no ano passado.