terça-feira, agosto 4, 2020
Timóteo/MG

Polícia apreende 43 pássaros em cativeiro

Nessa quarta-feira, policiais militares da 12ª Companhia Independente de Meio Ambiente e Trânsito da cidade de Ipatinga, no Vale do Rio Doce, apreenderam 43 pássaros silvestres que eram mantidos em cativeiro na zona de amortecimento do Parque Estadual Rio Doce, na cidade de Timóteo.
Gigante em extinção

Nova espécie de aranha é identificada na África e Madagascar

Uma nova e rara espécie de aranha gigante foi descoberta na África e em Madagascar, segundo revelou hoje a BBC online. Estes seres podem tecer teias de mais de um metro de diâmetro e só as fêmeas têm dimensões extraordinárias; em comparação, os machos são bem pequenos. Pesquisadores publicaram, no jornal "Plos One", um artigo que descreve a aranha Nephila komaci como sendo a que faz as maiores teias até agora conhecidas que, curiosamente, muitas vezes apresentam uma cor dourada. São também chamadas de ‘aranhas de orbe’ devido às teias redondas tipicamente criadas por elas e onde giram em volta. As poucas ainda existentes têm um corpo de quatro centímetros de comprimento e as patas podem chegar aos 12. A nova espécie foi identificada por Matjaz Kuntner, um biólogo da Academia das Ciências e das Artes, na Eslovénia, e pelo seu colega Jonathan Coddington, do Museu Nacional de História Natural, em Washington DC, EUA. Contudo, Kuntner frizou que a Nephila é tão rara que é difícil conseguir-se estudá-la e que ele mesmo só conseguiu analisar a espécie através de uma já examinada em 2000. A fêmea gigante pertence a uma coleção do Instituto de Investigação de proteção de Plantas, na África. Durante o seu estudo, o biólogo esloveno analisou mais de 2500 amostras vindas de 37 museus e nenhuma se assemelhava; por isso, considerou que a espécie deva estar extinta.
Assassinatos e agressões

Dez cães são envenenados em Jaraguá do Sul, SC

Os moradores da rua Padre Aluísio Boeing, no bairro Barra do Rio Cerro, em Jaraguá do Sul, no Norte de Santa Catarina, estão indignados com a matança de cães na região. Segundo informações do jornal A Notícia, só nas últimas duas semanas, foram contabilizadas pelo menos dez mortes de cachorros por envenenamento. A família Sell, por exemplo, perdeu Susi e Ringo. O cão morreu há dias. Já na manhã desta quarta-feira, Susi também foi encontrada sem vida. "Esse veneno é muito forte. Depois que os bichos entram em contato, começam a tremer e a espumar pela boca. Em menos de meia hora já estão mortos", diz a auxiliar administrativa Viviana Sell Pini, de 24 anos. Além dos envenenamentos, os moradores relatam casos de agressões a alguns animais. Segundo o delegado Adriano Spolaor, da Polícia Civil de Jaraguá, os moradores devem registrar um boletim de ocorrência na delegacia. "É um crime ambiental previsto na Lei 9605. As pessoas devem registrar o BO para mandarmos uma equipe até a região para fazer a investigação", explica.
Litoral de Sergipe

Baleias são atraídas por ruído de plataforma de petróleo

Pesquisadores querem descobrir por que ruídos emitidos pelas plataformas de petróleo em alto-mar no litoral de Sergipe estão atraindo visitantes pouco comuns na região. São baleias jubarte que fazem uma viagem desde as águas geladas da Antártida até a costa brasileira. As gigantes do mar buscam sossego para se reproduzir. De julho a novembro, de seis a dez mil baleias freqüentam o litoral da Bahia e, mais recentemente, o de Sergipe. "Todos os grupos que observamos tinham filhotes. As baleias estão parindo na região", diz o biólogo Marcos Rossi. No litoral de Sergipe, a área das plataformas de petróleo é um dos locais de ocorrência de baleias, o que chama a atenção dos pesquisadores. Eles querem saber de que maneira o ruído emitido pelas plataformas interfere no comportamento das baleias. O som das plataformas é captado no fundo do mar. Para cada ruído, são anotadas frequência e intensidade. A pesquisa está no começo, mas biólogos já fizeram um importante registro: "O som está na mesma faixa de frequência que a baleia escuta e produz som. De alguma maneira, isso interfere na comunicação. Não sabemos se é positivo ou negativo", explica o biólogo. De concreto mesmo, há o espetáculo das baleias no mar a cada nova temporada.
Cães e gatos

CCZ de Vitória promove feira de adoção de animais neste sábado

Para comemorar a Semana de Proteção Animal, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) vai promover, neste sábado (24), de 8h às 17h, uma Feira de Adoção. São 37 animais, entre cães e gatos, que estarão disponíveis para a adoção. Todos eles estão vacinados e castrados. Além disso, a equipe do CCZ estará orientando a população sobre guarda responsável de animais e a importância dos cuidados. Segundo o diretor do Centro, Manoel Coutinho, "o número de abandono de animais é alto. A equipe do CCZ estará conscientizando a população para tentar reduzir este índice". Além da Feira de Adoção, haverá orientações sobre pragas urbanas (ratos, caramujos, entre outros), controle de mosquitos e combate a dengue. "São temas que sempre despertam dúvidas na população. Vamos mostrar a atuação do CCZ e orientar a população, pois, só com o apoio de todos, vamos conseguir eliminar estas pragas", explicou Coutinho. A equipe do CCZ receberá, também, a visita de alunos de escolas municipais. Nesta quinta-feira (22) e sexta (23), estudantes passarão o dia no Centro de Controle de Zoonoses conhecendo o trabalho desenvolvido. O centro está localizado na rua da Coragem, s/nº, próximo à usina de lixo, no bairro Resistência.
Opção ética

Medicina alternativa é indicada para animais

A homeopatia é uma alternativa terapêutica que estimula o sistema imunológico, reforçando a capacidade de cura do organismo, melhorando a saúde e o bem-estar dos animais. “Por ser uma terapia energética, ela pode ser indicada para o tratamento de vários problemas”, explica a médica veterinária homeopata que atua no Hospital Veterinário Pet Care, Cynthia Lisboa Hassun. “Não há limite mínimo nem máximo de idade para o uso da homeopatia, como também não há restrição ou contraindicação nem mesmo durante a gestação e a lactação, desde que o cliente seja orientado por um médico veterinário especializado”. O diretor clínico do hospital, Marcelo Quinzani, explica que é muito comum no dia-a-dia da clínica o uso prolongado de antibióticos, corticosteroides, imunossupressores, anticonvulsivantes e outros medicamentos visando ao controle de doenças crônicas em cães e gatos. E esses tratamentos convencionais podem causar efeitos colaterais desagradáveis e debilitar os mecanismos naturais de defesa do organismo. “Há casos de doenças de pele, neurológicas, distúrbios gastrointestinais e alteração de comportamento em que conseguimos excelentes resultados com a homeopatia”, explica.
Rio Grande/RS

Ética animal em debate na Câmara

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seção do Rio Grande do Sul, subseção do Rio Grande, juntamente com a Câmara Municipal do Rio Grande, Caixa Econômica Federal (CEF) e Grupo de Abolição do Especismo, realizam o Seminário sobre Soberania Alimentar. O evento acontece no próximo sábado, 24, às 18h, no Plenário da Câmara Municipal, e terá transmissão da TV Câmara. O seminário terá a palestra da filósofa Sônia Felipe, doutora em Filosofia Moral e Teoria Política pela Universidade de Konstanz, Alemanha, professora da graduação e pós-graduação em Filosofia, e do Doutorado Interdisciplinar em Ciências Humanas da UFSC. Ela orienta dissertações e teses nas áreas de teorias da justiça, ética animal e ética ambiental. Também atua como pesquisadora permanente do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, é membro do Bioethics Institute da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, e autora de "Ética e Experimentação Animal: Fundamentos Abolicionistas" e "Por uma Questão de Princípios". A organização é de Márcia Chaplin, do Grupo Abolição ao Especismo (GAE/RG) e de Francisco José Soller de Mattos, da OAB, Subseção Rio Grande.
Barbarismo religioso

Ativistas fazem campanha pelo fim do sacrifício em massa de animais no Nepal

Katmandu – A cada cinco anos, um templo no sul do Nepal serve de palco para um festival religioso em que centenas de milhares de animais são sacrificados à deusa hindu do poder Gadhimai. Durante dois dias, a pequena aldeia de Bariyapur, perto da fronteira do Nepal com a Índia, é banhada de sangue quando milhares de devotos hindus se dirigem ao templo para participar do que os organizadores acreditam ser o maior abate ritual do mundo.
Negligência cruel

Mulher é acusada de arrastar cão pela antena do carro nos EUA

Suzanna Nunn, 22, é procurada em Nova York sob acusação de ter arrastado um cão pela coleira na traseira de seu carro. Em 8 de agosto, Nunn quis amarrar o animal em uma árvore, mas acabou amarrando a coleira na antena do carro, porque a árvore era muito espinhosa. Ela contou aos investigadores que esqueceu que o cão ainda estava preso ao carro quando foi embora. O cocker spaniel foi ferido, mas recuperou-se após passar várias semanas na Society for the Prevention of Cruelty to Animals (SPCA), e, desde então, foi adotado pela mulher que o encontrou.
Amizade entre espécies/Reino Unido

Porquinha doente é salva da morte e acolhida por uma família de cães

Uma porquinha doente – que foi salva da morte por uma instituição de resgate de animais – fez amizade com seis cães, que ajudaram a criá-la. A filhotinha, a mais fraca entre os demais filhotes, estava prestes a ser sacrificada pelos seus tutores. Foi quando uma equipe do centro de resgate se sensibilizou e a adotou.
Novo cálculo

Pecuária mundial gera mais da metade de todos os gases causadores de efeito estufa

Dois cientistas ambientais do Banco Mundial recalcularam os dados sobre as emissões de CO2 equivalente da pecuária mundial publicados em 2006, pela FAO. Após a correção dos erros e a atualização dos dados sobre a produção animal (que continuou a aumentar em escala global entre 2006 e 2009), os cientistas apuraram que a pecuária e seus subprodutos contribuem com, no mínimo, 51% de todos os gases causadores de efeito estufa.
Curitiba, PR

20 cães vítimas de maus-tratos são retirados de barraco por ação do MP

Aproximadamente 20 cães que sofreram maus-tratos – e foram encontrados em um barracão no bairro Umbará, em Curitiba (PR), na terça-feira (20) –, serão transferidos para o Centro de Controle de Zoonoses, de acordo com a Delegacia do Meio Ambiente. A determinação partiu do Ministério Público do Paraná (MP-PR) e a transferência será feita nesta quinta-feira (22). Os cães foram descobertos no local na terça-feira, mas ainda não foi possível fazer a remoção. Desde então, a Delegacia do Meio Ambiente, a Promotoria do Meio Ambiente (MP) e a Sociedade Protetora dos Animais tentam solucionar o caso. Se for necessário, a Força Verde da Polícia Militar e Guarda Municipal também auxiliarão na remoção dos cachorros.