fbpx
quinta-feira, janeiro 23, 2020
Vanguarda Abolicionista - Marcio de Almeida Bueno

A dor do outro ou ‘o Grand Canyon que precisamos fechar’

"Bom, nós estamos indo muito bem, eu suponho / Com nossos carros reluzentes e roupas da moda / Eu visto preto pelo velho doente e solitário / Eu visto preto em luto pelas vidas que poderiam ter existido / Há coisas que nunca serão corretas / E coisas que precisam de mudanças em qualquer lugar que se vá" - Johnny Cash, em 'Men in black' E aí as pessoas ditas instruídas, esclarecidas, antenadas no mundo porque usam muito o celular, experientes, 'exemplo para a família', pouco se importam com o trajeto que a comida fez até chegar a seus dentes. Muitos dão risada, do eco-churrasqueiro ao egóico que está na vida para aproveitar, e dane-se o remorso.
Vanguarda Abolicionista - Marcio de Almeida Bueno

Ecologia? Não, obrigado, já escovei os dentes

Gostaria que não fosse assim, mas há uma cisão aparentemente irremediável entre o movimento ambientalista e os defensores dos direitos animais. Quem olha de...
Vanguarda Abolicionista - Marcio de Almeida Bueno

Um 1º de Maio que esquece parte dos trabalhadores

Então neste sábado é mezzo-feriado, graças ao Dia do Trabalho / Dia do Trabalhador, conforme o ângulo por onde se esteja olhando. Sendo o trabalho mais que uma mera ferramenta da subsistência, mas um ato moral com o qual se obtém respeito e credibilidade, parte dos trabalhadores não é vista como tal. Estão abaixo de qualquer empregado ou patrão, sem direitos ou Fundo de Garantia, com uma aposentadoria atrelada à morte 'humanitária'.
Direitos Animais - Bruno Müller

Veganismo, vegetarianismo e protovegetarianismo: definições e concepções

O debate acerca do vegetarianismo e do veganismo está paralisado por más concepções e más definições. O progresso da causa em defesa dos animais está refém dessas limitações, pois elas colocam em xeque a própria noção da existência de um “movimento” e de quem o integra. A mais grave definição é aquela que classifica como vegetariana a dieta que inclui alimentos derivados de animais. A mais grave concepção é aquela que vê o veganismo como um fim em si mesmo.
Questionando o óbvio - luciano carlos cunha

Sobre as diferenças entre anti-especismo e ecologismo

É bastante comum que, quando deparadas com os argumentos e reivindicações da ética animal, as pessoas pensem que estão diante de argumentos e reivindicações ecologistas ou ambientalistas (utilizarei esses dois últimos termos como sinônimos). Esse texto visa oferecer um panorama dessas duas posições (ética animal e ecologismo) com vistas a mostrar que essa crença comum é equivocada. Por mais estranho que isso possa parecer à primeira vista, ética animal e ecologismo não apenas não são a mesma coisa, como possuem pressupostos totalmente diferentes e, além disso, antagônicos. Esse texto trata de explicar por que isso é assim. Assim sendo, a meta desse texto é adentrar nas seguintes questões:
TÃO DO BICHO - PAULA BRÜGGER

Churrasco de jegue e apologia à “Festa do Peão de Barretos”

Quem saiu domingo passado, 14 de agosto, para tomar um café e ler um jornal pode ter se deparado com o caderno “Cotidiano”, da Folha de São Paulo, no qual havia duas matérias que tiram do sério qualquer pessoa que tenha um mínimo de compaixão pelos animais não humanos.
Desobediência Vegana - Ellen Augusta Valer de Freitas

Clube dos curiosos

O PETA uma vez fez um site cujo link insinuava uma temática sexual. Lá onde divulgamos o site, a horda de pessoas mal informadas, bem antes de abrir a página, já começou a tecer toda a sorte de críticas ao PETA, chamando de machista, etc. Ou seja, o preconceito está na cabeça de quem vê, sem ler, sem se informar.
Questionando o óbvio - luciano carlos cunha

Explicações sobre a origem x razões para aceitar ou rejeitar

Em outra postagem, discutimos uma defesa comum do especismo que parte do relativismo moral. Oferecemos um argumento geral para se rejeitar o relativismo moral. Contudo, outras defesas do relativismo ficaram a ser discutidas. Esse artigo discute a defesa do relativismo baseado no que chamo de argumento genético.
Escrita Libertária - Robson Fernando de Souza

Por que a acusação de que artigos antiveganos "foram pagos pela indústria lacto-frigorífica" não é um argumento válido

Às vezes aparecem artigos ou notícias que tentam criticar ou encontrar falhas no veganismo - mas geralmente não conseguem -, e são respondidos por algumas pessoas com acusações de que foi escrito ou financiado pela indústria lacto-frigorífica. Tudo bem seria se, além dessa especulação sobre o texto ter sido patrocinado por exploradores de animais, viessem contra-argumentos propriamente ditos. Mas em muitos casos a pessoa só traz a acusação, no sentido de dizer que "Este artigo é pago por pecuaristas e frigoríficos, logo é errado e inválido", e vai embora. Vale mostrar, então, por que essa postura não é uma resposta de qualidade aos opositores do veganismo.
Escrita Libertária - Robson Fernando de Souza

Por que a esquerda libertária precisa abraçar os Direitos Animais (Parte 3 de 3)

Como exposto no item anterior, a esquerda vive em permanente conflito com a direita. Quando embandeirada próxima da completude, é anticonservadora por excelência, no que tange a rejeitar a conservação ou o retrocesso dos valores morais que regem a sociedade. Tópicos do pensamento conservador, como a perpetuação das mesmas normas morais, a demonização da homoafetividade, a aversão a atitudes de liberação sexual, a restrição da vida da mulher ao espaço doméstico, a oposição incondicional ao aborto, a subvalorização dos Direitos Humanos, a oposição à “desordem” mesmo quando esta significa mobilizações sociais legitimamente democráticas etc., são pensados de maneira exatamente oposta no caso de grande parte da esquerda. Esta pretende, respectivamente, fazer a normatividade moral se adaptar a cada época; defender e reconhecer a dignidade do amor e da conjugação homoafetivos; a liberdade sexual; a libertação feminina em todos os espaços públicos e privados; a liberação do aborto, ainda que geralmente condicionada à idade do embrião; a sacralidade dos DH e o valor democrático dos protestos de rua.
Tao do bicho – Paula Brügger

Asas para voar

Certa vez, durante minhas andanças em busca de materiais para uns reparos em casa, entrei num estabelecimento comercial que mantinha um pássaro preso numa gaiola mínima. O desafortunado pássaro pulava desesperado de um lado para o outro, obviamente procurando uma saída, mas nenhum ser humano percebia seu sofrimento.
Desobediência Vegana – Ellen Augusta Valer de Freitas

Dentista no 10º andar

Quem já está familiarizado com fobias diversas sabe que o medo é algo muitas vezes incontrolável. No caso de medo de elevadores e dentista, mesmo que eu esteja habituada há anos com a rotina de ir a um dentista ou ter de usar um elevador, mesmo que eu saiba como esses equipamentos foram feitos e para que fim se destinam, assim mesmo meu medo é incalculável. Ele pode ser amenizado e posso até enfrentá-lo – que é o que eu faço para poder viver em sociedade – mas sabemos no íntimo o quanto isso pode nos abalar em determinados momentos.