Devastação ambiental

Queimadas no Pantanal matam animais ameaçados de extinção

O fogo já destruiu 2,34 milhões de hectares, o que corresponde a 15% do bioma

Reuters/A. Perobelli

Os animais silvestres estão sofrendo diante das chamas que devastam o Pantanal. Autoridades locais estimam a destruição de 2,34 milhões de hectares, o que corresponde a 15% do bioma. Carbonizados ou atropelados enquanto fugiam do fogo, muitos animais morreram, incluindo espécies ameaçadas de extinção.

Recentemente, uma jaguatirica foi sacrificada após queimar as quatro patas em um incêndio florestal no Pantanal. Resgatada em Mato Grosso, ela estava abaixo do peso e tinha pontos necrosados nas pernas. O sacrifício foi a medida adotada pelos veterinários para poupá-la de mais sofrimento.

Corpos de animais mortos também são encontrados nas margens da rodovia Transpantaneira. São onças, jacarés, veados e aves que tentavam se salvar do fogo e acabaram mortos por atropelamento.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Os sobreviventes recebem atendimento veterinário e são enviados a Cuiabá quando são resgatados em estado grave. A médica veterinária Karen Ramos Ribeiro contou à agência de notícias Efe que a equipe da qual faz parte resgatou 14 animais, “mas ainda não temos dados concretos sobre o total”.

Segundo ela, os animais de pequeno porte e mais lentos são as principais vítimas. A preocupação maior é com as espécies ameaçadas de extinção, a exemplo das onças e jaguatiricas. Em agosto, uma onça-pintada foi resgatada com as patas queimadas e voltou a caminhar após iniciar tratamento com células-tronco. As informações são da Deutsche Welle.

Reuters/A. Perobelli

Mato Grosso é o estado mais atingido pelo fogo. Foram 1,26 milhão de hectares destruídos, sendo 128 mil de janeiro a junho e 1,13 milhão de julho a setembro. Em Mato Grosso do Sul, 414 mil hectares foram devastados de janeiro a junho e 667 mil hectares de julho a setembro – no total, 1,08 milhão de hectares queimados. Os dados são do Corpo de Bombeiros.

Os incêndios, causados em sua maioria pela ação humana, encontram ambiente propício por conta das condições atuais do Pantanal. Isso porque não houve cheia no bioma porque o rio Paraguai não transbordou. O nível do rio é o sexto mais baixo desde que os registros passaram a ser feitos, há 82 anos.

A falta de chuva, que deve permanecer até 18 de setembro, também prejudica o bioma. As autoridades estimam ainda que as temperaturas irão continuar altas e a umidade do ar se manterá baixa.

Na luta pela preservação da fauna e da flora do Pantanal, bombeiros, militares e voluntários se unem em uma força-tarefa de combate ao fogo, que segue se alastrando e colocando parques e reservas sob ameaça.

Uma dessas reservas é o Parque Estadual Encontro das Águas, lar da maior população de onças-pintadas do mundo. O local tem mais de cem mil hectares e está sendo destruído pelas queimadas. Reforços foram enviados à reserva para combater os incêndios.

Reuters/A. Perobelli

Em 7 de agosto, iniciou-se a Operação Pantanal 2, que enviou centenas de bombeiros, soldados e brigadistas do Ibama e do ICMBio para lutar contra as chamas. Cinco aeronaves estão sendo usadas nas ações.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, informou que o governo federal vai auxiliar no combate às queimadas no bioma. “Por orientação do presidente Jair Bolsonaro, entrei em contato com os governadores de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul para reiterar a oferta de ajuda para combate aos incêndios. Através da defesa civil nacional, estamos monitorando o problema e desde o dia 2 de setembro já começamos a liberar recursos, a orientação é não faltar meios para debelar o fogo que ameaça o Pantanal”, concluiu o ministro.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui