Sofrimento

Incêndio em fazenda mata 2 mil porcos explorados para consumo

O incêndio foi descrito pelo ministro da Agricultura da Irlanda do Norte, Edwin Poots, como "uma coisa absolutamente horrível de ter acontecido"

Porcos machos vivem em espaço reduzidos, o que os condena a sofrimento (Getty Images/iStockphoto)
Porcos machos vivem em espaço reduzidos, o que os condena a intenso sofrimento (Getty Images/iStockphoto)

Um incêndio de grandes proporções tirou a vida de aproximadamente 2 mil porcos em uma fazenda na cidade de Kilkeel, na região sul da Irlanda do Norte.

Explorados para consumo humano, os animais vivenciaram extremo sofrimento ao serem mortos pelo fogo, que teve início na última segunda-feira (7) por volta das 21 horas, no horário local – aproximadamente 17 horas no horário de Brasília.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e controlou as chamas, mas não conseguiu salvar a vida dos porcos. O dono da fazenda disse à BBC que estava devastado e que era grato aos bombeiros pelo trabalho que fizeram.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

O incêndio foi descrito pelo ministro da Agricultura, Edwin Poots, como “uma coisa absolutamente horrível de ter acontecido”. Ele ofereceu ajuda ao fazendeiro por meio do serviço veterinário do ministério.

Além da morte dos porcos, um funcionário da fazenda sofreu queimaduras leves e foi levado ao hospital para receber tratamento médico.

O padrão mundial de criação de porcos é bastante cruel e normalmente os submete a uma vida de aprisionamento em baias lotadas, o que os torna alvos fáceis do fogo em caso de incêndio por conta da ausência de rota de fuga.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui