Maus-tratos

Três cavalos e uma égua grávida são encontrados mortos no Distrito Federal

Outros animais vivem no local, expostos a péssimas condições por falta de abrigo adequado

Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal

Quatro animais, sendo três cavalos e uma égua grávida, foram encontrados mortos na tarde da última quarta-feira (02) no Distrito Federal. Os corpos estavam em uma área de invasão na QNR 5 do Setor O.

Após saber das mortes, a advogada do Fórum de Proteção e Defesa Animal, Ana Paula Vasconcelos, esteve no local e constatou os maus-tratos. O caso é investigado pelas autoridades.

“É uma área de invasão em que funciona um curral comunitário, onde carroceiros deixam os animais à noite”, disse a advogada ao portal Metrópoles.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

“Chamou minha atenção o fato de serem quatro cavalos, um próximo ao outro, e em estado de decomposição que parece diferente. Uma égua ainda estava prenha”, completou.

A advogada denunciou o caso por meio de um boletim de ocorrência registrado na 24ª Delegacia de Polícia (Setor O). Segundo ela, outros animais vivem no local, expostos a “péssimas condições” por falta de abrigo adequado.

“Tem porco, ganso, galinha. É uma situação social muito complicada. Há pessoas em situação de vulnerabilidade e animais em situação de maus-tratos”, lamentou.

Para a advogada, o caso revela a falta de fiscalização do poder público para coibir os crimes praticados contra os animais. “Mostra a ausência de políticas públicas no DF sobre a regulamentação no uso de carroças, que está proibida por lei, mas continua a todo vapor na capital do país”, concluiu.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui