ESPERANÇA

Cão idoso luta para sobreviver em meio à invisibilidade em abrigo

Fabio Silva | Redação ANDA

Bruno pede desculpas por seu mau humor, mas os humanos não foram muito bons com ele no passado, então só o amor poderia mudar essa realidade


Escute
Divulgação/Abrigo Protectora

Bruno está com o tempo quase esgotado. Com mais de 10 anos, ele deixou de ser um cachorrinho e espera por um lar parece, a cada dia que passa, uma ilusão.

O mix de terrier está na fila de espera há mais de três anos, desde que foi retirado das ruas.

É uma situação em que a esperança já não é mais a mesma.

A princípio, os cuidadores de Bruno, no abrigo da Protectora de Barcelona (Espanha), acreditavam que a questão seria simples: ele é lindo, brincalhão e tem apenas sete quilos. O animal doméstico ideal para qualquer família. Contudo, os anos foram passando e até hoje ninguém manifestou interesse por ele.

Divulgação/Abrigo Protectora

Embora um pouco rabugento, o peludo já iniciou um processo de reabilitação no qual recuperou sua saúde física e emocional. Agora, o que lhe falta é somente um pouco de amor.

Diante das inúmeras tentativas de conseguir uma adoção, os cuidadores de Bruno decidiram tentar outra alternativa para chamar a atenção das pessoas e encontrar seu humano ideal.

Através de um meio local, os voluntários enviaram uma carta aberta ao público. Nela é a voz de Bruno que se expressa e implora para encontrar um lar.

Divulgação/Abrigo Protectora

Confira o texto:

“Tenho 10 anos e peso apenas 7 quilos. E parece que a vida já acabou para mim. Estou no abrigo há vários anos, três para ser exato, e ainda espero o meu humano. Quem vai me amar do jeito que sou, ou seja, um pouco rabugento, mas com bom coração? Eu só preciso de tempo e segurança, preciso que você me ajude a confiar. O protetor ficará encarregado de me ajudar, junto com um profissional, a resolver meus problemas em casa. Porque acredite, eu quero muito ser um cachorrinho carinhoso e farei o possível para que assim seja. Só preciso que você me entenda e não desista. Embora nos abrigos cuidem bem de nós, estes lugares deviam ser estadas temporárias e não lares para toda a vida. E… a vida passa… Está acabando… 10 anos viram 11, 11 tornam-se 12 e assim por diante até meus olhos fecharem, incapazes de encontrar uma família novamente. Mas não como aquele que me deixou emocionalmente magoado, não! Uma boa família como a que todos sonhamos, os invisíveis!”

Bruno merece a oportunidade que tanto lhe foi negada, porque, mesmo tendo uma idade avançada, cada dia é um presente.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

TRATAMENTO MÉDICO

PROGRESSO

GANÂNCIA

DESTRUIÇÃO AMBIENTAL

COREIA DO SUL

VEGANISMO

PRESSÃO PÚBLICA

RESILIÊNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>