ESPANHA

Madrid passará a exigir câmeras de vigilância em laboratórios que fazem testes em animais

Jamylle Mol | Redação ANDA


Escute
Foto: Cruelty Free Internacional

O diretor da secretaria de Direito Animal de Madrid, Sergio García Torres, anunciou que o governo passará a exigir a instalação de câmeras de vigilância em laboratórios que ainda realizam testes em animais. A previsão é a de que a medida entre em vigor em poucos meses.

A intenção é a de prevenir maus-tratos contra animais, como os que aconteceram no laboratório Vivotecnia, em Madrid, denunciado pela ONG Cruelty Free Internacional há poucos dias. Em vídeos divulgados pela ONG, cachorros, coelhos, macacos e porcos aparecem sendo torturados por funcionários do laboratório.

De acordo com Torres, a instalação de câmeras de vigilância possibilita uma fiscalização mais rigorosa. As imagens deverão ser arquivadas para que as autoridades possam analisar a situação e tratamento dos animais no cotidiano dos laboratórios – e não apenas nos dias em que acontecem as inspeções.

Apesar dessa medida, anunciada na última sexta-feira (16), Torres admite que é preciso rever os protocolos e critérios que normatizam a realização de testes em animais no país. Afirma, ainda, que se deve reduzir, ao mínimo, essa prática, encontrando alternativas para substituir experimentos em animais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ESTRESSE

RESILIÊNCIA

BRECHAS LEGAIS

DENÚNCIA

ATROCIDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>