COVARDIA

Sub-tenente do Exército é suspeito de esfaquear cão abandonado em área militar

Mariana Dandara | Redação ANDA

Após ser agredido, o cachorro foi socorrido e adotado por uma família de militares


Escute
Foto: Reprodução/TV Liberal

Um sub-tenente do Exército é investigado por um caso de agressão a um cachorro abandonado, que foi ferido a facadas dentro de uma área militar na cidade de Belém, no Pará. Os maus-tratos, perpetrados contra o cão na última sexta-feira (16) causaram um ferimento na cabeça do animal.

O caso é investigado pelo Comando Militar do Norte (CMN), que abriu um procedimento administrativo e condenou a agressão ao afirmar que “repudia qualquer tipo de violência contra animais”. O órgão disse ainda que possui um histórico de tratamentos e cuidados aos animais, “inclusive com acompanhamento de profissionais qualificados para essa nobre missão”.

De acordo com relatos, o cachorro teria sido esfaqueado após morder o militar, que se irritou e deu uma facada no cão, colocando a vida dele em risco. No entanto, apesar do ferimento, o animal foi socorrido e passa bem.

Um boletim de ocorrência foi registrado em uma delegacia de Polícia Civil e o caso passou a ser investigado também pela Divisão Especializada em Meio Ambiente e Proteção Animal. O sub-tenente será chamado para prestar depoimento e um inquérito policial será instaurado.

O Comando Militar do Norte publicou nota por meio da qual informou que o cachorro foi socorrido e, depois, adotado por uma família de militares.

Maltratar cachorros e gatos – agredindo-os, submetendo-os a situações degradantes e até mesmo à morte – é crime previsto na Lei Sansão, que recebeu esse nome em homenagem ao pit bull que teve suas patas traseiras decepadas em Minas Gerais. A legislação, sancionada em 2020, estabelece prisão de até cinco anos aos agressores.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AMOR

VIDA NOVA

RIO DE JANEIRO

ALTERNATIVA VEGANA

GENEROSIDADE

REABILITAÇÃO

EMPATIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>