GRATIDÃO

Cão tetraplégico ilhado em meio à tempestade abana o rabo após ser resgatado

Mariana Dandara | Redação ANDA

Ao final do tratamento, Zeus provavelmente vivenciará mais uma experiência dolorosa: a da rejeição. Isso porque, embora seja um cachorro novo, com cerca de três anos, a adoção de Zeus é difícil, já que os adotantes costumam rejeitar animais com deficiência, perdendo assim a oportunidade de transformar uma vida que só conheceu o sofrimento 


Escute
Foto: Reprodução/Instagram

A tempestade que desabou sobre a Região Metropolitana do Recife (RMR), em Pernambuco, foi trágica não só para as famílias prejudicadas pelas chuvas que atingiram 89% da água esperada para o mês de abril. Zeus, um cachorro sem raça definida, debilitado e tetraplégico, também foi vitimado pela enxurrada. Ilhado, ele poderia ter morrido afogado sem sequer conseguir lutar contra a água que o arrastaria, mas isso não aconteceu graças à força da causa animal, que se uniu para resgatá-lo. Em um ato de gratidão, o cão abanou o rabo após o resgate.

Há alguns dias, protetores tentam resgatar o animal, que estava abandonado no bairro Ibura. Com a chegada da chuva, a preocupação com a sobrevivência de Zeus aumentou e o caso alcançou uma repercussão maior, chegando ao conhecimento do protetor de animais Esdras Andrade. Morador de São Paulo, ele tem bastante influência nas redes sociais, onde reúne milhares de seguidores. Preocupado com o cão, Esdras acionou o protetor Douglas Brito, que mora no Recife, e se comprometeu em assumir os gastos do tratamento do animal.

Douglas percorreu cerca de 16 quilômetros para chegar ao ponto onde o cachorro estava abandonado e, após muitas dificuldades, conseguiu levá-lo para uma clínica veterinária. “Todo resgate tem uma história. E este foi muito especial por toda a situação”, disse o protetor ao jornal Folha PE. “Saímos às 23h, eu e mais três pessoas, e só conseguimos chegar próximo a ele por volta das 2h. A cidade toda estava alagada”, continuou.

Abrigado embaixo de um contêiner, em uma área de difícil acesso, Zeus corria risco de morte e sentia fortes dores. “Não tinha como passar. Vimos que os moradores das proximidades estavam pagando uma charrete para atravessar até a área mais seca e falamos com o rapaz para ele buscar Zeus”, relatou.

Após pagar R$ 50 para o rapaz e explicar como o resgate deveria ser feito, o cachorro foi retirado do local. Levado a uma clínica veterinária, ele segue internado. Após ser submetido a uma consulta com um veterinário, Zeus foi diagnosticado com princípio de trombose e sente tanta dor que não tem condição de usar uma cadeira de rodas no momento.

Foto: Reprodução/Instagram

Diversos exames ainda serão feitos para que o diagnóstico seja fechado por completo. “Ele observa, acena com o rabo, mas não consegue responder com o resto do corpo, ficar em pé. É triste ver um animal relativamente saudável em uma situação assim”, desabafou Douglas. “Como ele não se movimenta sozinho, imagino que tenham abandonado ele na área”, completou.

Embora seja um cachorro novo, com cerca de três anos, a adoção de Zeus é difícil, já que os adotantes costumam rejeitar animais com deficiência, perdendo assim a oportunidade de transformar uma vida que só conheceu o sofrimento. Ciente disso, Douglas não perde a esperança de encontrar uma família para o cachorro, mas sabe que os gastos com lar temporário podem ser longos e até definitivos, caso ninguém adote o animal.

Por conta das despesas do cão, que serão assumidas por Douglas ao final do tratamento veterinário custeado por Esdras, o protetor do Recife espera poder contar com a ajuda da sociedade para oferecer a Zeus tudo o que ele necessita.

“A gente sabe que um animal na condição dele tem chances reduzidas de adoção. É um lar temporário que pagaremos continuamente, além das medicações, sendo que temos outros animais também em tratamento e precisando de assistência”, concluiu Douglas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AMOR

VIDA NOVA

RIO DE JANEIRO

ALTERNATIVA VEGANA

GENEROSIDADE

REABILITAÇÃO

EMPATIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>