INVESTIGAÇÃO

Bezerros são agredidos com socos, chutes e arremessados na parede em fazenda

Bruna Araújo | Redação ANDA


Escute
Foto: Reprodução | Daily Mail

Uma investigação feita por ativistas em defesa dos direitos animais revela a crueldade envolvida na produção de leite em escala industrial. Por meio de câmeras escondidas, foram registrados inúmeros maus-tratos a bezerros em uma fazenda leiteira de Midlands, na Inglaterra. Imagens mostram funcionários do local chutando e dando soco nos animais. Os bezerros também são agredidos com pedaços de pau, são puxados pelas orelhas e jogados na parede.

Os pequenos animais são uma consequência da indústria de laticínios. Para produzir leite, as vacas precisam estar sempre grávidas. Quando dão à luz, não podem amamentar seus bebês, que são separados delas imediatamente. Os destino dos bezerros é a indústria de vitela ou a venda para a produção de kebabs ou ração para cães e gatos em outros países, como a Polônia. Após o vazamento das filmagens, uma investigação criminal foi iniciada e a fazenda multada.

Foto: Reprodução | Daily Mail

A ativista e fundadora da organização Animal Justice Project, Claire Palmer, afirma que as imagens são inaceitáveis. “Este produtor foi flagrado abusando brutalmente de bezerros e os deixando por muitas horas sem comida ou água, mas, naturalmente, esses bebês ainda estariam com suas mães, bebendo seu leite constantemente. Cerca de 65.000 bezerros foram mortos no ano passado porque foram considerados meros produtos, dejetos”, lamentou Palmer.

A Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals aproveitou a oportunidade para conscientizar a população sobre a relação intrínseca entre entre o consumo de alimentos de origem animal e a crueldade animal. As cenas registradas em Midlands, infelizmente, mostram episódios de maus-tratos que se repetem em todas as partes do mundo. A única forma de impedir que casos com esse voltem a ocorrer é abandonar definitivamente o consumo de derivados animais. Sem demanda, sem indústrias que escravizam, exploram e ferem animais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AMOR

VIDA NOVA

RIO DE JANEIRO

ALTERNATIVA VEGANA

GENEROSIDADE

REABILITAÇÃO

EMPATIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>