PRECAUÇÃO

OMS suspende venda de mamíferos selvagens em mercados

Gabriela | Redação ANDA

Organizações internacionais alertam sobre o risco de contaminação e lembra que os animais são a fonte de mais de 70% das novas doenças infecciosas em humanos


Escute
Foto: Reprodução | BBC

A OMS (Organização Mundial da Saúde), a (OIE) Organização Mundial da Saúde Animal e o (PNUMA) Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente anunciaram a suspensão da venda de mamíferos selvagens vivos nos mercados de alimentos tradicionais em todo o mundo.

“Os animais, particularmente os animais selvagens, são a fonte de mais de 70% de todas as doenças infecciosas emergentes em humanos, muitas das quais são causadas por novos vírus”, afirmam em comunicado as organizações.

A transmissão do vírus da Covid-19 ao ser humano, por esse meio, é uma das hipóteses preponderantes dos especialistas que trabalham para a OMS.

No recente relatório sobre as origens da doença, os especialistas destacaram que um mercado em Wuhan (metrópole chinesa em que foram registrados os primeiros casos de Covid-19) parece ter sido um dos pontos mais importantes do início da pandemia no final de 2019.

Além da suspensão das vendas, as organizações internacionais pedem a melhora em regras de higiene e saneamento nesses mercados tradicionais para reduzir a transmissão de doenças de animais para os seres humanos e o contágio entre comerciantes e clientes.

 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ESTRESSE

RESILIÊNCIA

BRECHAS LEGAIS

DENÚNCIA

ATROCIDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>