ÓRFÃO

Filhote de tamanduá é encontrado agarrado à mãe morta em atropelamento

Mariana Dandara | Redação ANDA

Após o período de reabilitação, o filhote deve ser reintroduzido à natureza para voltar a viver em liberdade


Escute
Foto: Reprodução

Um filhote de tamanduá foi encontrado agarrado ao corpo da mãe, que morreu atropelada na MS-382, em Bonito, no Mato Grosso do Sul. O recém-nascido estava sobre o dorso da fêmea, local onde ela carrega seus filhotes para protegê-los.

A suspeita dos policiais da Polícia Militar Ambiental, que atenderam à ocorrência, é de que o corpo da mãe tenha recebido a maior parte do impacto do atropelamento e que o filhote sobreviveu por estar em seu dorso.

Os militares acreditam que, no momento do acidente, o filhote pode ter sido arremessado para longe, mas depois voltou por conta própria para buscar aconchego na mãe, sem saber que ela havia morrido.

Embora não apresentasse ferimentos aparentes, o tamanduá foi examinado por médicos veterinários. Logo após a consulta, ele foi liberado para ser encaminhado ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), em Campo Grande, capital do estado.

Após o período de reabilitação, o filhote deve ser reintroduzido à natureza para voltar a viver em liberdade.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

EXEMPLO

CICLOVIA RIO PINHEIROS

ESTRESSE

RESILIÊNCIA

BRECHAS LEGAIS

DENÚNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>