APELO

Partido político pede que União Europeia liberte cavalos da exploração

Mariana Dandara | Redação ANDA

Esse cenário, segundo o presidente do partido político Progreso en Verde, Guilhermo Amengual, torna a imagem da Espanha "vergonhosa em letras maiúsculas"


Escute
Foto: Pixabay

O partido político “Progreso en Verde”, das Ilhas Baleares, na Espanha, recorreu à União Europeia para lutar pelo fim da exploração de cavalos forçados a puxar carruagens.

Em cartas enviadas ao Parlamento Europeu e ao Tribunal Europeu, o partido reforça que a exploração de cavalos na Espanha “tem a aprovação das instituições”.

Esse cenário, segundo o presidente do Progreso en Verde, Guilhermo Amengual, torna a imagem da Espanha “vergonhosa em letras maiúsculas”. No caso da Ilha de Mallorca, pontua o político, a situação é ainda pior. Amengual denuncia que os responsáveis pelas carruagens que os cavalos são forçados a puxar “violam estatutos, regulamentos e leis sem sofrerem qualquer consequência”.

“As administrações falham em cumprir [a lei]. Nós temos partidos políticos que permitem, aprovam e encobrem a exploração de cavalos”, lamenta o presidente do partido.

Apesar da inércia das instituições e dos partidos políticos que encobrem e até incentivam a exploração imposta aos cavalos na Espanha, o Progresso en Verde se compromete a não desistir da luta para proteger esses animais e garante que irá usufruir de todos os meios possíveis para por fim à prática de explorar cavalos para puxar carruagens no país europeu.

Tração animal: exploração e tortura

Vistos pelos humanos como seres nascidos para serem explorados em prol dos interesses da sociedade, cavalos e burros são frequentemente tratados como máquinas. Forçados a puxar veículos de tração animal, eles vivem vidas miseráveis. Muitos sofrem maus-tratos constantes, incluindo agressões e privação de cuidados adequados.

Essa realidade, aliás, não é restrita aos países europeus. Encontrar esses animais soltos em vias públicas no Brasil, correndo risco de atropelamento, não é raro. Omissos com a tutela desses seres vivos, os tutores que buscam facilidades e se esquivam de trabalho, não querem mais nada além de forçar cavalos e burros a carregar cargas e transportar pessoas. Por isso, é comum que não exista preocupação com uma alimentação adequada, tampouco com a necessidade de mantê-los em um local confortável e que não os submeta a riscos.

Foto: Pixabay

Estudos comprovam que o peso de uma única pessoa sobre a coluna de um cavalo pode ser suficiente para prejudicar sua coluna – que dirá as cargas excessivas que esses animais são obrigados a transportar. O freio colocado na boca dos cavalos também gera feridas na língua desses animais e, ao serem puxados pela corda presa ao freio, eles sentem dor.

A vida na natureza, com outros animais, não faz parte da rotina da maior parte desses cavalos e burros. Isso porque até mesmo os que são criados na zona rural passam a maior parte do tempo puxando carroças, sem poder desfrutar da própria vida. Pastar livremente, dormir, interagir com outros animais, livres de celas, peso, incômodos e dores pode parecer pouco para humanos que consideram inútil respeitar o instinto de um animal. No entanto, as atividades executadas por conta própria definem quem são os cavalos, burros e quaisquer outros animais e devem ser respeitadas como o que são: a essência de cada um deles.

Nenhum animal nasce para atender às demandas humanas. Eles existem por propósitos próprios. Mas a humanidade só será capaz de entender isso quando aceitar que humanos não são superiores e não podem controlar, subjugar, maltratar, explorar e matar animais por terem interesses por trás dessas ações. Cada animal é uma vida e deve respeitado como sujeito de direitos – dentre eles, o direito de ser quem se é sem ser visto como um objeto à serviço dos seres humanos.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ESTRESSE

RESILIÊNCIA

BRECHAS LEGAIS

DENÚNCIA

ATROCIDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>