PESQUISA

Mais de 51% dos animais domésticos atingiram sobrepeso na quarentena

Fabio Silva | Redação ANDA

Pets ganharam em média 1,2Kg


Escute
Foto: Ilustração | Pixabay

Assim como os humanos, os animais domésticos podem ter suas saúdes física e mental afetadas em um período de isolamento e distanciamento. Há um número expressivo de casos em que cães e gatos acabam por ganhar peso, pela privação de caminhadas e exercícios. Em decorrência do prolongado período de isolamento social e, consequentemente, do acesso restrito às ruas, alguns sofreram mudanças significativas na rotina.

Uma pesquisa realizada pela Dog Friendly (Reino Unido), com mais de mil tutores de cães e gatos, mostrou que 51% deles estão acima do peso ideal. A média de ganho de peso durante a quarentena para cada cão é 1,2Kg. Considerando os tamanhos distintos, em média, as dez raças que mais ganharam peso são: labrador retriever, buldogue francês, daschund, beagle, pastor alemão, cockapoos, cocker spaniel, west highland terrier, shih tzu e chihuahua.

Pensando no cuidado e na prevenção de danos à saúde dos animais, a coordenadora de conteúdo da Petlove, Jade Petronilho, e o Canal do Pet ressaltam algumas precauções para que os responsáveis fiquem em sinal alerta. Os tutores devem reparar no (ou na necessidade de) afrouxamento de coleiras, na locomoção, na respiração. Outros pontos a se atentar é na dificuldade para apalpar as costelas do animal ou na facilidade de enxergar sua cintura. Caso um desses fatores seja identificado, é importante levar o cachorro ou gato a um veterinário, para uma análise clínica.

Com eventuais riscos descartados, o profissional poderá passar dietas ao animal e a aplicação de exercícios, que durante a pandemia podem ser feitos em casa mesmo. “Se o animal não tiver restrições de movimento, pode-se incluir rampas, túneis, circuitos e outros tipos de objetos”, indica Jade. A especialista finaliza dando uma dica: “Hoje em dia, temos muitos produtos no mercado que ao mesmo tempo que o estimulam fisicamente também promovem uma atividade mental e sensorial ao animal, algo fundamental para seu bem-estar”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ESTRESSE

RESILIÊNCIA

BRECHAS LEGAIS

DENÚNCIA

ATROCIDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>