FINAL FELIZ

Cachorro surdo fica 30 horas enterrado à espera de resgate

Danielli Nascimento | Redação ANDA


Escute
Foto: Duncan Flowers

Um cachorro travesso deixou seu tutor desesperado a sua procura e mobilizou 70 pessoas solidárias de sua cidade em sua busca. Até uma escavadeira foi usada para resgatá-lo.

O cocker spaniel de 10 anos chamado Dizzy, mora no condado de Worcestershire (Inglaterra) e sofreu um acidente com risco de morte.

Dizzy passeava com seu tutor, Duncan Flowers, pela reserva natural Burlish Top quando ele o perdeu de vista. Como Dizzy conhece o local, Ducan pensou que ele voltaria rapidamente, mas não aconteceu.

Após vasculhar o local sem sucesso e as horas passando, ele decidiu voltar para casa e pedir ajuda nas redes sociais.

“Fomos passear em Burlish Top com os dois cães no domingo e estávamos voltando para casa quando Dizzy entrou em uma cerca viva entre dois campos e desapareceu. Virei para o outro lado, mas ela havia sumido. Fiquei pensando por algumas horas que ela havia escapado e voltaria, mas não consegui encontrá-lo”, disse Duncan. 

Com a divulgação do sumiço de Dizzy, o homem de 54 anos recebeu resposta de pelo menos 70 pessoas para ajudá-lo na busca.

Duncan e os voluntários procuraram o cachorro com tochas e lanternas das 17h até depois da meia-noite, sem pistas. Mas ele não desistiu e continuou na manhã seguinte. Com a sensação de que Dizzy deveria continuar no perímetro que se perdeu, ele pediu ajuda a um amigo e com ferramentas em mãos foram investigar.

“Voltei com uma pá e chamei um colega que trabalha no ralo e ele veio e colocou uma câmera na toca de um coelho. Ela desceu apenas um metro e oitenta e não podíamos ver, então liguei para meu outro amigo que pegou uma pequena escavadeira JCB e a trouxe. Começamos a cavar, nem sabíamos que ele estava lá, mas eu tinha uma pista”, disse o proprietário.

Em duas horas e meia depois, os homens estavam com mais de 6 metros de profundidade em uma toca de coelho, mas ainda sem encontrar o cachorro surdo. Foi nesse momento que Dizzy apareceu do nada.

“Ele estava lá há cerca de 30 horas. Não pude acreditar”, comentou Duncan.

O momento do resgate foi registrado e acreditado como milagroso.

Duncan não falhou em seu palpite e se não fosse por sua insistência e boa vontade dos amigos voluntários, o cachorro teria morrido naquela toca de coelho.

Mesmo tendo sofrido tanto, Dizzy resistiu e agora está de volta em casa com seu tutor e família que tanto a ama. Dizzy aprendeu a lição e Duncan ficará mais atento nos próximos passeios.

Milagres existem e este resgate prova isso. Dizzy não estava pronta para morrer e continuará dando alegria e amor para seu dono.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AMOR

VIDA NOVA

RIO DE JANEIRO

ALTERNATIVA VEGANA

GENEROSIDADE

REABILITAÇÃO

EMPATIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>