COVARDIA

Homem é preso após agredir cachorros e os deixar passar fome

Mariana Dandara | Redação ANDA

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, que representou pela prisão preventiva do homem


Escute
Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um homem foi preso após agredir dois cachorros na cidade de Maringá, no Paraná. A prisão foi efetuada na manhã da última segunda-feira (5). 

De acordo com a Polícia Civil, o tutor dos cães foi filmado cometendo o crime no último sábado (3) dentro de uma casa na Vila Cafelândia. 

Após a polícia receber uma denúncia, os cachorros foram resgatados. No entanto, no momento do resgate, o agressor não foi localizado. Dois dias depois, os policiais encontraram o homem e efetuaram a prisão. 

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, que representou pela prisão preventiva do tutor dos cães, que já tinha antecedentes criminais. 

“Ele tem anotações por crime de violência doméstica contra mulher, uma anotação por homicídio. Em razão deste histórico criminal e desse crime praticado contra os animais, decidimos representar pela prisão preventiva dele”, afirmou ao G1 o delegado Luiz Alves.

Outro animal tutelado pelo homem foi encontrado morto em decorrência de maus-tratos e doenças não tratadas. 

Cães agredidos e famintos 

Ao chegarem no imóvel onde o homem morava, os policiais encontraram os cachorros em condições deploráveis. Famintos e com sede, os animais que sobreviveram não tinham água e comida à disposição. 

A polícia informou ainda que os cachorros estavam machucados, provavelmente por conta das agressões sofridas horas antes do resgate. 

No local onde os cães eram mantidos, havia bastante lixo e sujeira pelo chão, o que também configura maus-tratos por conta da insalubridade, que pode, inclusive, adoecer os animais. 

A Prefeitura de Maringá informou que o homem será multado em R$ 14 mil, sendo R$ 2 mil por cada cachorro maltratado e R$ 10 mil pelo animal que morreu.

 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

EDUCAÇÃO

BENEFÍCIOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>