APOIO EMOCIONAL

Estudo conclui que 71% dos tutores não teriam suportado pandemia sem animais

Mariana Dandara | Redação ANDA

Na convivência do dia a dia, os tutores notaram que os animais são as melhores companhias que alguém pode ter. E essa foi a sorte de quem, em meio ao caos da pandemia, tinha ao seu lado um companheiro de quatro patas


Escute
(Foto: Freepik/Ilustrativa)

Um estudo concluiu que 71% dos tutores de animais norte-americanos não teriam suportado a pandemia de coronavírus, isolados dentro de suas casas, não fosse a companhia amorosa dos animais.

A pesquisa foi realizada pela Kinship, divisão da Mars Petcare dedicada à coleta de dados sobre tendências comportamentais na indústria de produtos para animais. Para realizar a pesquisa, a empresa entrevistou mais de mil pessoas maiores de 18 anos.

Os pesquisadores descobriram ainda que mais de 60% dos tutores colocam o bem-estar do animal como prioridade e que 93% deles consideram importante o apoio emocional concedido pelo cão ou gato.

Dentre os entrevistados, 86% afirmaram que passar mais tempo em casa com os animais têm sido um dos principais benefícios do isolamento social. Além disso, 60% manifestaram o desejo de levar seus cães nas próximas férias.

A felicidade dos animais é prioridade para 62% dos tutores. O estudo também mostrou que 76% dessas pessoas buscam informações sobre saúde preventiva para manter os animais saudáveis.

Realidade brasileira

Embora o estudo tenha sido realizado nos Estados Unidos, a realidade dos norte-americanos é bastante semelhante a dos brasileiros, que cada vez mais abrem espaço em seus lares para que cachorros e gatos sejam tratados como membros da família.

(Foto: Freepik/Ilustrativa)

Muitas dessas pessoas, inclusive, após se conscientizarem sobre os horrores do comércio de animais e tomarem conhecimento sobre o número de animais abandonados ou abrigados em ONGs pelo país, optaram por adotar cachorros ou gatos (até os dois!) resgatados de situações de vulnerabilidade para dar a eles a oportunidade única de desfrutar de uma vida repleta do amor que esses animais, até então, não haviam conhecido.

As pessoas que adotam, aliás, costumam ser unânimes ao falar sobre a gratidão que os animais resgatados de maus-tratos e do abandono sentem por suas novas famílias. E é na convivência do dia a dia que os adotantes percebem não só o quão gratos os animais são, mas também o quanto eles são capazes de ser as melhores companhias que alguém pode ter. E essa foi a sorte de quem, em meio ao caos da pandemia, tinha ao seu lado um companheiro de quatro patas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SUSTENTABILIDADE

NEGLIGÊNCIA

SOFRIMENTO

PORTO ALEGRE (RS)

INSENSIBILIDADE

GOIÂNIA (GO)

MÉXICO

ACIDENTE

AMOR


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>