MATO GROSSO

ONG pede paralisação de obra por risco de prender gatos em buracos concretados

Mariana Dandara | Redação ANDA

Protetores de animais estão preocupados porque, segundo eles, o local é refúgio de gatas que dão à luz a filhotes dentro dos buracos


Escute
Foto: Reprodução

Voluntários do projeto Tampatinhas, que resgata animais em situação de vulnerabilidade, estão solicitando a paralisação de uma reforma em um ponto de ônibus na Avenida do CPA, em Cuiabá, no Mato Grosso, para proteger gatos que buscam abrigo em buracos que podem ser concretados durante a obra. O receio dos protetores de animais é que os trabalhadores não sejam orientados a retirar os gatos previamente, o que pode ameaçar a vida dos animais.

De acordo com a protetora Suzana Araújo, o local é refúgio de gatas que dão à luz a filhotes dentro dos buracos. Preocupada com os animais, Suzana decidiu pedir auxílio à ONG Bem-Estar Animal, que é administrada pela Prefeitura de Cuiabá. O intuito da protetora era solicitar que a entidade protocolasse um pedido de paralisação das obras até a retirada dos gatos.

Até a noite da última segunda-feira (22), três gatos tinham sido resgatados. No entanto, segundo Suzana, outros ainda estão no local, que também está repleto de sujeira.

Ao ser questionada sobre o caso, a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) da prefeitura afirmou ao G1 que “jamais vai compactuar com atitudes de maus-tratos aos animais”. Em nota, a pasta informou que “os funcionários da equipe da Semob realizavam a limpeza da área e em nenhum momento maltrataram os animais do local”.

Foto: Divulgação

A administração municipal disse ainda que “os gatos também não estavam presos, já que a área em que se encontravam é aberta” e que “reitera o compromisso e o respeito aos animais, mas precisa também da colaboração da população para que não abandonem seus bichinhos e realizem a castração”. Confira abaixo a nota na íntegra:

“Na tarde desta segunda-feira (22), foi veiculado em redes sociais que gatos que se abrigavam na estrutura de um ponto de ônibus em frente a um shopping da capital seriam concretados por servidores que realizavam manutenção no local. A Prefeitura de Cuiabá jamais vai compactuar com atitudes de maus-tratos aos animais. Prova disso é a criação na gestão Emanuel Pinheiro da Diretoria de Bem-estar Animal, órgão que já atendeu mais de 300 animais em três anos. Os funcionários da equipe da Semob realizavam a limpeza da área e em nenhum momento maltrataram os animais do local. Os gatos também não estavam presos, já que a área em que se encontravam é aberta. A Prefeitura reitera o compromisso e o respeito aos animais, mas precisa também da colaboração da população para que não abandonem seus bichinhos de estimação e realizem a castração. O município de Cuiabá possui cerca de 14 mil animais abandonados e somente com a colaboração da população será possível mudar essa realidade. O tutor é responsável por garantir o bem-estar do seu bichinho. E para casos de maus-tratos e animais abandonados, a Diretoria possui um dique-denúncia 0800 647 7755, de segunda a sexta, das 08h às 12h e das 14h às 18h.”


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RÚSSIA

FINAL FELIZ

CRUELDADE

CRISE ECONÔMICA

SINERGIA

MAUS-TRATOS

MAUS-TRATOS

PROTEÇÃO ANIMAL


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>