INSTINTO MATERNO

Cadela é flagrada protegendo ninhada em plantação queimada pelo fogo

Ana Garcia | Redação ANDA

A cadela, que ainda estava amamentando, usou o próprio corpo para proteger seus filhotes do fogo


Escute
Foto: Facebook/Aun Suzuki

Uma cadela foi encontrada protegendo os seus filhotes em uma plantação de arroz que havia sido queimada em Mueang Prachinburi, na Tailândia.

O fato foi relatado pelo portal de notícias UPSOCL, que divulgou que, enquanto uma queimada no arrozal ocorria, uma cachorrinha amamentava seus filhotes.

Ao flagrar o caso, um rapaz, Aun Suzuki, felizmente conseguiu resgatar a família a tempo e encaminhá-la para um local seguro, como relatou em sua página do Facebook.

O ato heroico promovido pela cadela, que utilizou seu próprio corpo para proteger seus filhotes, lhe rendeu algumas queimaduras que foram tratadas após o resgate.

Ela se escondia no esgoto, mas, após ser resgatada, foi morar com Jean Wanlaya, morador da região que se dispôs a oferecer lar temporário para a cadela e para seus filhotes enquanto eles não fossem adotados.

No lar de passagem, os animais receberam os cuidados necessários, além de muito amor e carinho. Eles permaneceram com Wanlaya por pelo menos três meses, recuperaram-se e foram adotados.

Não compre, adote

A exploração de animais para venda é uma prática cruel que objetifica cães e gatos, reduzindo-os à condição de mercadorias. Por serem tratados como objetos, esses animais são alvos frequentes de maus-tratos, situação que só poderá ser coibida com o fim do comércio.

Engajados na luta em prol dos animais, ativistas incentivam a adoção e pedem que a sociedade se conscientize sobre a necessidade de abolir a venda de cachorros e gatos. Os protetores de animais explicam que, ao comprar um animal, o comprador não só compactua com a objetificação de um ser vivo, como incentiva o comércio como um todo, incluindo o que é feito pelos criadores que negligenciam e maltratam os animais.

Enquanto milhares de animais são comprados, outros milhões padecem nas ruas. Sem cuidados, eles passam fome e sede, sofrem com o calor, o frio e as chuvas, adoecem e agonizam até a morte por conta de doenças e de atropelamentos. Também são vítimas de agressões e até de estupros. Frágeis e inocentes, o pedido que eles fariam, caso pudessem falar, seria: não compre, adote um animal abandonado.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ABERRAÇÃO LEGISLATIVA

EXEMPLO

CICLOVIA RIO PINHEIROS

ESTRESSE

RESILIÊNCIA

BRECHAS LEGAIS

DENÚNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>