RECOMEÇO

Cadela espera por um lar após ser baleada e ficar paraplégica

Mariana Dandara | Redação ANDA

Mily é uma cadela sem raça definida, de porte pequeno e paraplégica, que busca uma família livre de preconceitos disposta a adotá-la


Escute
Foto: Divulgação

A maldade humana condenou Mily, uma adorável cadela de porte pequeno, à paraplegia. Sem os movimentos das patas traseiras, hoje ela usa uma cadeira de rodas adaptada para se locomover.

Resgatada pela Sociedade Amor a Quatro Patas (SAQP), em Rio Branco, no Acre, ela recebeu os cuidados necessários, mas ainda falta o mais importante: uma família.

A esperança dos voluntários da entidade de proteção animal é que uma família livre de preconceitos decida adotar a cadela, que está saudável e pronta para dar e receber muito amor.

Foto: Divulgação

Vítima de um ato brutal de violência, Mily foi baleada no abdômen e, como consequência do ferimento grave que sofreu, ficou paraplégica. Apesar disso, ela não perdeu a alegria de viver e aguarda uma chance para provar para seus novos tutores o quão incrível ela é.

Os voluntários da ONG também procuram um lar temporário para onde Mily possa ser levada enquanto sua família definitiva não aparece.

Interessados em mudar a história da cadelinha podem entrar em contato com a SAQP pelo Instagram (@amoraquatropatas) ou pelo telefone (68) 99238-2228.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MASSACRE

ESTUDO

FINAL FELIZ

MIGRAÇÃO

EXPLORAÇÃO

APELO

LUTO

FLORIANÓPOLIS (SC)

SÃO PAULO

INOVAÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>