RARO

Pinguim amarelo é visto pela primeira vez em ilha no Oceano Atlântico

Mariana Dandara | Redação ANDA

O pinguim nasceu com leucismo, condição genética que interfere na pigmentação do corpo dos animais


Escute
Foto: Yves Adams/Divulgação

Um pinguim amarelo foi visto pela primeira vez no Oceano Atlântico Sul. O animal marinho, que não é conhecido pelos especialistas, surpreendeu um fotógrafo.

Especialista em fotografias de animais, o fotógrafo Yves Adms não perdeu a oportunidade de fazer o raro registro do pinguim amarelo.

A ave, que estava no meio de uma colônia, aparece no mar em uma das fotos. Seu corpo é branco com partes amarelas e olhos verdes. Até o momento, não há registros de outro animal semelhante. As informações são do New York Post.

O pinguim foi encontrado nas Ilhas Geórgia e Sandwich do Sul, entre a América do Sul e a Antártida.

Nascido com leucismo – condição genética que interfere na pigmentação do corpo dos animais -, o pinguim chama a atenção por sua cor diferenciada.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CALIFÓRNIA

ANGÚSTIA

COMPANHIA

VIOLÊNCIA INJUSTIFICADA

ASSASSINATO BRUTAL

EXEMPLO

AGROPECUÁRIA

POVOS ORIGINÁRIOS

FINAL FELIZ


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>