PRESERVAÇÃO

Índia constrói corredores ecológicos para evitar mortes de animais

Caroline Siqueira | Redação ANDA


Escute
Foto: Pixabay | Ilustração

Os corredores sobre a estrada NH 44, na Índia, podem ajudar a reduzir radicalmente o número de atropelamentos de animais da floresta de Kanha-Pench.

A NH 44 fica entre as reservas de tigres Kanha e Pench, em Madhya Pradesh e Maharastra.

Com 55.000 km de comprimento, a estrada permite o trânsito seguro de animais como leopardos, tigres, macacos e bisões indianos.

A ideia, que visa a diminuição de atropelamentos de animais, proporcionou um melhor trânsito dos animais. Também amenizou o “efeito barreira” que as estradas causam no ecossistema, com a fragmentação de habitats naturais.

Apesar de oferecer passagens seguras para aproximadamente 18 espécies de animais, captadas pelas câmeras da Wildlife Institute of India, a NH 44 está longe de ser perfeita.

Mesmo sendo uma vitória para os ambientalistas, não foi uma conquista parcial. Milind Pariwakam, uma ecologista especializada em estradas, em conjunto com a WCT (Wildlife Conservation Trust), afirma que seis dos nove corredores da estrada são relativamente pequenas pontes. Além disso, nenhuma das passagens possui barreiras contra o som e luz vindas dos carros e estruturas para o tráfego de pequenos répteis não foram construídas.

Mas, mesmo assim, essas nove estruturas permitiram que animais selvagens pudessem transitar em segurança e criaram uma conexão entre os habitats.

Definitivamente, é uma ideia que deveria ser levada em consideração em todos os países.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

COMOVENTE

ACIDENTE

Acolhimento

CRUELDADE

FINAL FELIZ

ACIDENTE

DESAPARECIMENTO

RECONHECIMENTO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>