MAUS-TRATOS

Cães que passavam fome e viviam em local insalubre são resgatados

Redação ANDA

Os cães foram encontrados sem alimento e em um ambiente insalubre, que não dispunha de qualquer condição de higiene


Escute
Foto: Reprodução/EPTV 1

Oito cachorros que viviam em condições de maus-tratos em um terreno no Parque Cidade, no município de Campinas, no interior do estado de São Paulo, foram resgatados na tarde da última quarta-feira (27).

A ação de resgate foi realizada pelo Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal (DPBEA) da Prefeitura de Campinas, com o apoio da Guarda Civil Municipal (GCM).

No local, os cães foram encontrados sem alimento e em um ambiente insalubre, que não dispunha de qualquer condição de higiene.

O resgate foi realizado após vizinhos se solidarizarem com o sofrimento dos cachorros e denunciarem o caso. Apesar das tentativas do DPBEA, os servidores públicos não conseguiram encontrar o responsável pelos cães, que cometeu o crime de maus-tratos.

Além dos oito cães resgatados, outro cachorro que vive no local estaria solto pela região, segundo testemunhas. O animal, entretanto, não foi encontrado para que pudesse ser resgatado.

Os animais salvos pelo DPBEA e pela GCM foram encaminhados para o abrigo da prefeitura. Eles serão tratados, vacinados, vermifugados, microchipados, castrados e disponibilizados para adoção quando estiverem saudáveis.

De acordo com a Secretaria do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, o tutor dos cachorros será multado pelo crime de maus-tratos. O valor da multa ainda está sendo calculado.

Um boletim de ocorrência foi registrado no 7º Distrito Policial de Campinas, em Barão Geraldo. A delegacia em questão ficará responsável pelas investigações acerca do caso.

Lei Sansão

Recentemente sancionada, uma nova lei de proteção animal aumentou a pena para crimes cometidos contra cachorros e gatos no Brasil. Antes, esses crimes eram punidos com, no máximo, um ano de detenção, pena que era convertida em alternativas como a prestação de serviços à comunidade.

A legislação recebeu o nome de “Lei Sansão” em homenagem ao pit bull Sansão, que foi brutalmente torturado em Minas Gerais, tendo as duas patas traseiras decepadas. Paraplégico, ele não apenas se recuperou e provou o quão forte é capaz de ser, como serviu de incentivo para a aprovação da lei.

Com o aumento da pena, os criminosos que submeterem cachorros e gatos a maus-tratos poderão ser presos por um período de dois a cinco anos. Eles também poderão ser punidos com multa e com a proibição de tutelar outros animais.

A medida, no entanto, não protege os animais de outras espécies, excluindo a fauna silvestre e animais que são explorados pela sociedade, como galos, porcos, bois e galinhas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ABUSO

ÓRFÃO

COREIA DO SUL

SOB INVESTIGAÇÃO

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>