APOLOGIA

Cabeleireiro gera revolta ao ensinar a envenenar gatos em vídeo

Redação ANDA

13/01/2021

O cabeleireiro Juscelino Andrade disse que matou um gato após o animal entrar em sua casa para comer


Escute
(Foto: Pixabay/Ilustrativa)

O cabeleireiro Juscelino Andrade gerou revolta nas redes sociais após aparecer em um vídeo relatando o envenenamento de um gato e ensinando as pessoas a envenenarem animais.

No vídeo, Andrade afirma que o gato estava comendo comida dentro de sua casa, em Picos, no Piauí, e que o animal, por estar faminto, insistia em voltar ao local mesmo após apanhar. Por isso, ele decidiu envenená-lo.

As imagens do cabeleireiro foram filmadas e divulgadas pelo influenciador Júllio Brunno, que é proprietário de um salão de beleza e, após ser duramente criticado nas redes sociais, pediu desculpas. “Errei em ter filmado, fui infeliz em ter filmado ele contando a história. Nota de esclarecimento não vai apagar o que foi feito anos atrás. Venho pedir humildemente perdão por ter postado o vídeo, por ter filmado ele, por ter rido da história. Eu não apoio os maus-tratos com animais”, disse.

“Juscelino não matou gato, eu não matei gato, eu vim aqui pedir perdão por ter rido do vídeo. O que cabe a mim agora é abraçar as consequências jurídicas e públicas. Vou usar meu Instagram, a influência que vocês me deram, para reparar esse erro infeliz e abraçar as causas animais”, completou.

A ONG Amigos Protetores dos Animais de Picos (Apapi) também se pronunciou sobre o caso. Através do Instagram, a entidade publicou uma nota de repúdio. “Devido ao lamentável episódio ocorrido neste sábado (09) em que foi relatado envenenamento de animais em redes sociais, a Apapi (Amigos Protetores dos Animais de Picos), repudia toda e qualquer ação de maus-tratos contra animais e segue acompanhando o desdobramento do caso. A denúncia ainda não foi oficializada junto à polícia”, escreveu a associação.

“Ciente de que a nossa função é: proteger, zelar e cuidar dos animais. Não compactuamos com qualquer meio ou forma de abafar o caso. Com muita tristeza foi assistido o vídeo em que relatam à forma e o tipo de veneno usado para ceifar a vida desse gatinho. O assunto foi tratado com total deboche e risos como se a vida dele não importasse. Além de comentar o crime de maus-tratos ainda incentivam o crime a usar as redes sociais para tal ato. É lamentável que com leis rígidas ainda nos deparamos com situações como essa. Deixamos aqui o nosso total repúdio ao ocorrido e fortalecemos aqui a nossa aliança com a causa animal”, concluiu.

Confira o vídeo:


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"62516":{"name":"Main Accent","parent":-1}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default Palette","value":{"colors":{"62516":{"val":"rgb(255, 255, 255)"}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
DOE AGORA

COMPARTILHE:

Você viu?


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"cf6ff":{"name":"Main Color","parent":-1},"73c8d":{"name":"Dark Accent","parent":"cf6ff"}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default","value":{"colors":{"cf6ff":{"val":"rgb(243, 243, 243)","hsl":{"h":0,"s":0.01,"l":0.95}},"73c8d":{"val":"rgb(217, 216, 216)","hsl_parent_dependency":{"h":1,"l":0.85,"s":-0.05}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
OK
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
>