ÉTICA

Marcas Adidas, Lululemon e Stella McCartney adotam couro vegano após nova parceria

Redação


Escute

O grupo Bolt Threads (especializada na moda sustentável) anunciou uma nova parceria com outras quatro grandes empresas: Adidas, Kering, Lulemon e Stella McCartney. A parceria demonstra um acesso dessas grandes marcas ao couro vegano  denominado Mylo, produzido pela empresa de biotecnologia.O material inovador utilizado para a produção dos produtos é o micélio, proveniente das raízes dos cogumelos.

Em comunicado à imprensa o CEO do grupo Bolt Threads, Dan Widmaier, demonstrou entusiasmo com a nova parceria: “Estamos entusiasmados por trabalhar com parceiros que reconhecem que estamos em uma corrida para desenvolver soluções sustentáveis ​​para tecnologias convencionais”. E explicou que a nova parceria ajudará a projetar o Mylo no mercado e que propiciará ainda mais o desenvolvimento de produtos que apoiam o futuro mais sustentável.

A empresa de biotecnologia com sede na Califórnia, desenvolve materiais sustentáveis ​​para as indústrias de beleza e vestuário. Sendo o Mylo apenas um dos materiais veganos que é desenvolvido desde de 2009.

Além do couro vegano, ela criou uma seda vegana chamada Microsilk. A Bolt Threads conseguiu criar o material de forma sustentável e sem o uso de aranhas.

A fibra à base de levedura compartilha as mesmas propriedades que sua contraparte de origem animal – é forte, elástica, durável e macia. E no processo de criação do material, a empresa também desenvolveu uma proteína da seda vegana, que é usada em hidratantes e cremes.

Já o novo couro a base de micélio além de ser completamente livre de crueldades também é sustentável, levando menos de duas semanas para se desenvolver, emitindo menos gases estufa e utilizando menos agua e recursos do que o de origem animal.

A Bolt Threads criou o têxtil vegano em colaboração com a Ecovative. A startup com sede em Nova York desenvolveu inicialmente o material de cogumelo para suas embalagens.

A moda sustentável avança

Para abraçar a moda com produtos sem origem animal, várias marcas utilizaram couro vegano a base de cogumelos e micélio.

A marca alemã, ZVNDER também criou um couro vegano à base de cogumelo. Onde os cogumelos são colhidos manualmente em uma floresta romena e os transforma em um material semelhante a camurça. O material é então usado para fazer chapéus, carteiras e tênis.

Em 2018, Stella McCartney estreou a bolsa Falabella feita com Mylo na exposição “Fashioned from Nature” do Victoria & Albert Museum de Londres.

“Muitas pessoas associam couro com luxo, mas desde o início sempre quis abordar as coisas de uma maneira diferente, porque matar animais por uma questão de moda simplesmente não é aceitável”, disse a estilista. “Trabalhar tão próximo da Bolt Threads desde 2017 tem sido uma experiência de mudança de carreira e mal posso esperar para lançar os produtos Mylo no mercado”.

A parceria começará a trazer produtos à base de Mylo para o mercado no próximo ano.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

EDUCAÇÃO

BENEFÍCIOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>