Final feliz

Gato paraplégico é adotado e volta a andar após tratamento

Redação

Com um tratamento médico adequado, o gato conseguiu fortalecer a musculatura de suas patas e, aos poucos, deu os primeiros passos


Escute

Uma infecção viral fez Renley, um filhote de gato, perder os movimentos das patas traseiras. Isso, no entanto, não era um problema para Jessica Ruf, que decidiu dar uma chance ao animal.

Inicialmente, a protetora de animais que abriga dezenas de cães e gatos em sua casa, pretendia dar lar temporário para Renley, mas o tempo passou e, com o convívio, ela se viu completamente apegada ao animal e, por isso, decidiu adotá-lo.

Uma consulta com um veterinário trouxe a boa notícia: o gato tinha chances de recuperar os movimentos das patas. Ao saber disso, Jessica se empenhou no tratamento do animal, que fez fisioterapia e foi submetido a sessões de acupuntura.

Com o tratamento, Renley conseguiu fortalecer a musculatura de suas patas e, aos poucos, deu os primeiros passos. Hoje, embora tenha algumas limitações, ele vive uma vida normal, caminha, brinca, e recebe o mais sincero amor de sua tutora.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

TRATAMENTO

PROTEÇÃO ANIMAL

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>