Esse é o chapéu

Cão enterrado vivo é resgatado após fugir da cova por conta própria


Escute
Reprodução

Um cachorro escapou de uma cova na qual foi enterrado vivo na Rússia e teve sua vida salva por uma motorista que o viu vagar por uma rodovia exausto, molhado e sujo de lama.

Kiryusha, como é chamado o pastor alemão, caminhava em meio a um temporal após fugir da cova. Resgatado por Olga Lystseva, 39 anos, ele foi alimentado e adormeceu ao ser colocado no banco de trás do carro.

Levado a uma ONG de proteção animal, o cachorro recebeu os cuidados necessários. No local, descobriu-se quem eram seus tutores e também a crueldade que eles haviam cometido: Kiryusha estava doente e, por isso, foi enterrado vivo.

Os tutores informaram que aplicaram uma injeção letal para matar o cachorro e em seguida o enterraram. O pastor alemão, no entanto, não morreu após a aplicação.

Debilitado, ele usou as forças que lhe restavam para cavar a terra ao seu redor e escapar da cova onde havia sido colocado. De acordo com a entidade que ficou responsável por Kiryusha, seus antigos tutores “se desculparam por enterrar o cachorro ainda vivo”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CONSCIENTIZAÇÃO

SOLIDARIEDADE

NOVOS LARES

RIO CLARO (SP)

EXTINÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>