Início Destaques Crueldade: homem borrifa tinta vermelha em macaco e animal chora de dor

Crueldade: homem borrifa tinta vermelha em macaco e animal chora de dor

Macaco | Foto: Reprodução Pixabay
Macaco | Foto: Reprodução Pixabay

Na Malásia, país do sudeste asiático, a população convive com a presença de macacos no seu dia a dia, mas infelizmente não são todas as pessoas que têm respeito pelos animais. É o que evidencia um grupo de direitos animais da Malásia, que está procurando por um homem que foi filmado borrifando tinta vermelha em um macaco. De acordo com organização Malaysia Animal Crime Transparency (MyAct), um vídeo divulgado nas redes sociais mostra o homem borrifando tinta no macaco enquanto ele chora de dor.

“Pintar com spray macacos, macacos-de-cauda-longa e macacos-rabo-de-porco que foram pegos pelos habitantes locais por causar “problemas” é um crime e não é a primeira vez que isso acontece. Houve quatro casos até agora este ano, e o último parece ter ocorrido em Johor. Este vídeo mostra um ato horrível e antiético [em relação aos animais] ”, disse o porta-voz do MyAct. No vídeo, você pode ver a pessoa pulverizando a tinta horrível no macaco que está claramente indefeso.

Nos comentários da postagem as pessoas parecem horrorizados com o vídeo. Sendo que uma escreveu: “Ele está borrifando tão perto do rosto do macaco, não vai atingir seus olhos? O ser humano pode ser muito cruel mesmo. ”

O artigo 86 da Lei de Conservação da Vida Selvagem de 2010 afirma que aqueles que forem considerados culpados de crueldade contra a vida selvagem podem ser multados ou presos.

Mas infelizmente as leis contra a crueldade em animais no país divergem da realidade. Por que outros usuários da rede social em que o vídeo foi divulgado, disseram que essa é uma prática comum entre as pessoas borrifarem substancias em macacos como forma de punição. O que demonstra falta de cuidado do poder público quanto aplicação da lei, e a preservação da vida animal.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui