Após sobreviver ao fogo, onça-pintada resgatada no Pantanal recebe alta


NEX/Correio Braziliense

Uma onça-pintada resgatada em setembro às margens de um rio em Mato Grosso recebeu alta após quase um mês de tratamento veterinário. Ousado, como passou a ser chamado o animal, é uma das milhares de vítimas dos incêndios que já destruíram 27% do bioma.

Embora a onça tenha se recuperado dos ferimentos, não há uma data prevista para devolvê-lo à natureza. Isso porque órgãos do governo federal ainda não apresentaram o plano de soltura. Apesar disso, equipes governamentais planejam visitar o Pantanal na próxima semana para acompanhar a devolução do animal silvestre ao habitat. A viagem, no entanto, ainda não foi confirmada.

Ousado sobreviveu graças a uma margem preservada do Rio Corixo Negro, para onde fugiu ao se deparar com as chamas. O fogo, porém, atingiu suas patas, causando queimaduras de segundo grau. Para acelerar o processo de cicatrização, foram utilizados tratamentos modernos com ozônio e laser.

Bem nutrido, forte e recuperado, o animal selvagem agora está pronto para retornar à natureza. O objetivo dos veterinários é devolvê-lo ao habitat o mais breve possível para que auxiliar o processo de readaptação. O local de soltura, no entanto, ainda não foi definido.

O veterinário Thiago Luczinski, que cuidou de Ousado durante o tratamento, explicou ao jornal Estadão que “a alta médica significa que ele não está sendo mais anestesiado. As feridas estão totalmente cicatrizadas. Agora, está na mão dos órgãos competentes decidir quando e para que região ele vai voltar”.

Responsável técnico da ONG Nex No Extinction, de Corumbá de Goiás (GO), o veterinário é especialista em animais silvestres. A entidade é referência no cuidado a felinos de porte grande no Brasil.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SOB INVESTIGAÇÃO

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>