Filhote de onça órfão brinca em piscina após ser resgatado na Amazônia

09/10/2020


Reprodução

Um filhote de onça-pintada resgatado há duas semanas na Amazônia foi flagrado brincando em uma piscina no santuário para animais silvestres para o qual foi levado após o resgate.

Embora a cena desperte alegria e os santuários sejam projetados para oferecer um ambiente adequado que promova bem-estar aos resgatados, a entidade Mata Ciliar lembra que o ideal seria garantir que o animal pudesse viver em paz na natureza, longe da interferência humana e sua consequente destruição ambiental.

“Apesar do estresse inicial da viagem de Manaus até Jundiaí, o filhote de onça-pintada que chegou na Mata há duas semanas atrás já mostra-se mais ativa e feliz. Com as altas temperaturas ela divertiu-se com um toco de árvore no tanque d´água do seu recinto”, escreveu a ONG nas redes sociais.

“Apesar da cena ser bonita, jamais será como se ela estivesse na natureza, brincando num rio debaixo dos cuidados de sua mãe. Iremos procurar dar à ela dias melhores para que possa desenvolver-se bem e, para isso, contamos com o apoio da FIAA que contribuiu para a sua viagem até a Mata e para a construção do recinto onde ela está”, completou.

A FIAA (Fundação Internacional de Ajuda aos Animais) teve papel fundamental na destinação da onça para um local adequado. Com apenas três meses de idade, o filhote viveu um começo de vida difícil sendo criado por uma comunidade local.

“Não há informações em que situação essas pessoas conseguiram capturá-la ou qual foi o destino de sua mãe, mas não é difícil imaginar frente a tanta destruição e queimadas que se alastram Amazônia afora. Ela foi resgatada e mantida sob os cuidados do Cetas do Ibama que, em virtude da dificuldade de destinação do animal na região, contactou a Associação Mata Ciliar para receber o felino”, explicou a entidade.

A transferência do animal silvestre para São Paulo, no entanto, foi bastante complicada. A falta de informações sobre o paradeiro da onça, que não chegou no horário inicialmente combinado, expôs, segundo a Mata Ciliar, que os animais não são tratados com prioridade no Brasil.

“Com viagem marcada, o animal foi levado ao aeroporto pela equipe do Cetas de Manaus as 7 horas da manhã do dia de ontem [16 de setembro], conforme orientações na própria companhia aérea. Ele deveria estar no voo das 11h40 e chegaria no aeroporto de São Paulo as 16h30, onde iríamos recepcioná-la. Para a nossa surpresa, fomos informados pela companhia aérea que o animal não tinha chegado nesse voo em Guarulhos e que não havia informações sobre o animal”, relatou a ONG.

“Em virtude da situação, uma grande movimentação foi feita para tentar rastrear o paradeiro do animal, sendo que, nesse meio tempo, nem a companhia aérea e nem os aeroportos tinham qualquer tipo de informação. Nesse cenário conturbado fomos informados que o animal embarcaria somente as 15 horas em um voo para São Paulo. Somente as 21h30 é que conseguimos recepcionar o animal no aeroporto e trazê-lo até Jundiaí. A história cheia de reviravoltas ilustra bem o que está acontecendo com a fauna brasileira, onde a prioridade não passa nem perto dos animais e uma mercadoria acaba tendo mais valor do que um ser vivo”, acrescentou.

A entidade alertou ainda que esse “começo de vida difícil” vivido pelo filhote “é um vislumbre de como os desafios para a conservação da fauna só aumentam”.

Sob o governo de Jair Bolsonaro, que tem promovido um desmonte ambiental no Brasil, o desmatamento da Amazônia cresceu 34% de agosto de 2019 a julho de 2020 em comparação ao mesmo período anterior. Os dados são do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"62516":{"name":"Main Accent","parent":-1}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default Palette","value":{"colors":{"62516":{"val":"rgb(255, 255, 255)"}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
DOE AGORA

COMPARTILHE:

Você viu?


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"cf6ff":{"name":"Main Color","parent":-1},"73c8d":{"name":"Dark Accent","parent":"cf6ff"}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default","value":{"colors":{"cf6ff":{"val":"rgb(243, 243, 243)","hsl":{"h":0,"s":0.01,"l":0.95}},"73c8d":{"val":"rgb(217, 216, 216)","hsl_parent_dependency":{"h":1,"l":0.85,"s":-0.05}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
OK
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
>