Cachorro volta para casa após ficar desaparecido por dois anos


Reprodução/YouTube

Era Natal quando Duke desapareceu. O clima natalino, a alegria e as comemorações deram lugar à tristeza e ao medo de que algo de ruim acontecesse com o animal. Mal sabiam os tutores que a vida lhes reservava uma grata surpresa. O cachorro voltaria para casa, mas isso levaria tempo.

Adotado em 2012 pelos irmãos Júlio e Sam, Duke morava no estado norte-americano de Oklahoma quando fugiu do quintal de sua casa. Desesperados, os tutores iniciaram buscas, mas não encontraram o cão. Apesar do dogue alemão ser microchipado, não havia qualquer pista sobre seu paradeiro.

As buscas duraram meses. Arrasados, os tutores tentavam encontrar aquele que era tratado como um membro da família, mas as tentativas eram sempre em vão. No entanto, dois anos depois o improvável aconteceu e Duke voltou para casa.

O dogue alemão foi encontrado pelo norte-americano David Walker, em seu rancho em Navasota, no Texas. Dócil, o cão foi resgatado e levado a uma clínica veterinária. Após exames, descobriu-se a existência do microchip e, a partir dele, informações sobre os tutores de Duke.

Entusiasmados, Julio e seu irmão mal podiam acreditar que o cachorro havia sido encontrado. Após um rápido telefonema para a dupla, David os informou sobre o paradeiro do cachorro e os aguardou. Não demorou muito para que os irmãos chegassem ao rancho. Felizes, eles puderam envolver Duke em seus braços novamente e levá-lo para casa, de onde ele nunca deveria ter saído.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CHINA

FINAL FELIZ

POLUIÇÃO

COMPAIXÃO

VIOLÊNCIA

PESQUISA

APELO

RECOMEÇO

BARBÁRIE

SEGUNDA CHANCE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>