“Não quero causar dor a outra criatura viva e empática”, diz Joaquin Phoenix


Joaquin Phoenix | Foto: Reprodução

Em entrevista concedida a revista Vanity Fair, o ator ganhador do Oscar por estrelar o personagem dos HQ’s “Coringa”, nas telas do cinema, Joaquin Phoenix comenta que ‘comer animais não é evoluído’.

Durante a entrevista, o jornalista questionou sobre o momento que inspirou Phoenix e sua família a ter uma alimentação vegana, livre de crueldades. Ele conta que quando era criança, com aproximadamente 3 anos, ele e sua família testemunharam o sofrimento de peixes que foram brutalmente espancados e sufocados até perecerem.

Ele disse: “Sou vegano desde os três anos de idade e, nessa idade, eu e meus irmãos testemunhamos peixes sendo mortos de uma forma realmente violenta e agressiva e era absolutamente óbvio que isso era algo que não fazíamos, não queríamos participar e não queríamos apoiar”.

A entrevista ocorreu em um restaurante japonês e enquanto o entrevistador o questionava, comia um prato de cavala crua (peixe cru). Ao ouvir o relato de Pheonix, o entrevistador se desculpou, e ele respondeu tranquilamente:

“Cara, faça o seu trabalho. Nem todo mundo é tão evoluído. Só depende de você!”.

E salientou: “Para mim, parece óbvio. Não quero causar dor a outra criatura viva e empática. Não quero tirar seus bebês dela, não quero forçá-la a ficar dentro de casa e engordada apenas para ser morto. ”

Phoenix também comentou sobre a forma com que os animais são tratados dentro do sistema alimentar agrícola industrial é “absurda e barbara” e ele “não sabe como as pessoas podem testemunhar e não ser afetado [emocionalmente] por isso”.

Além disso, ele demonstrou preocupação não só com o bem-estar animal, mas com o impacto que a indústria gera na natureza “o efeito que tem em nosso meio ambiente é devastador”, acrescentou.

E finalizou salientando a importância que adotar uma alimentação livre de crueldades tem em sua vida “para mim, é minha vida e sempre foi minha vida, e é realmente uma das coisas mais importantes para mim.”


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA

PUNIÇÃO

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>