Ministério Público investiga exploração de galgos em corridas no RS


Pixabay

O Ministério Público de Bagé (RS) acolheu na última segunda-feira (21) a denúncia do Instituto Sulamericano de Estudos e Defesa Animal (i-Seda) contra as corridas de galgos.

Associada a maus-tratos com os animais, a prática será investigada e contará com o apoio do MP, que colocou-se a disposição das autoridades policiais para contribuir nas investigações

“É um grande passo para a proteção animal”, comentou o advogado e professor Rogério Rammé. O profissional possui vasta experiência em casos desse tipo, em que os animais são utilizados para entretenimento. Em uma de suas atuações, no Rio Grande do Sul, Rammé reconheceu um porquinho como sujeito de direitos.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MAUS-TRATOS

DEBILITADO

DECISÃO JUDICIAL

INSPIRAÇÃO

DENÚNCIA

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

RETROCESSO

RESPONSABILIDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>