Artigo

A cultura da celebridade atrapalha o movimento vegano?

Com Miley Cyrus anunciando publicamente que ela abandonou o veganismo, será que a cultura da celebridade atrapalha o movimento vegano mais do que o ajuda?

Cantora Miley Cyrus | Foto: Reprodução
Cantora Miley Cyrus | Foto: Reprodução

Nas últimas semanas, Miley Cyrus renunciou o estilo de vida vegano.

De acordo com Cyrus, ela teve que incorporar peixes em sua dieta porque ‘seu cérebro não estava funcionando corretamente’. Bem, ela pode estar certa, em alguns aspectos. Se ela não estivesse recebendo ômega 3 por meio de suplementos de algas (de onde os próprios peixes os obtêm) ou de uma alimentação vegana balanceada, a saúde do seu cérebro realmente estaria sofrendo.

Mas, basta alguns minutos de pesquisa no Google para descobrir que um suplemento de óleo de algas ou a ingestão regular de certas nozes e sementes (especialmente nozes e sementes de linhaça) teria fornecido a ela fontes muito mais saudáveis ​​de ômega 3 do que peixes.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO
Sementes de linhaça | Foto: Reprodução Pixabay

 

Desde o anúncio de Cyrus, veganos no mundo inteiro expressam pelas redes sociais total decepção com a desistência do veganismo de uma artista pop mundialmente conhecida.

Inúmeros sites têm entrado na onda com comentários sarcásticos sobre possível desnutrição, e até mesmo grupos estão discutindo como isso aconteceria se você ‘restringisse tanto sua alimentação’.

E este é o problema. Os holofotes se afastaram das vítimas – os animais presos em fazendas horríveis antes de serem enviados para uma morte brutal – para uma pessoa extremamente privilegiada de fato pesquisar antes de produzir falas inconsistentes.

Defensores dos animais comprometidos continuam a se apresentar nas ruas, mostrando imagens de fazendas de fábricas às pessoas, tendo conversas difíceis, educando seus amigos e familiares sobre alternativas para uma alimentação vegana e lutando por um mundo melhor.

Mas, graças ao nosso comportamento diante da revelação de celebridades, a decisão de Cyrus de comer peixe é a história que roubou as manchetes do mundo todo. A sociedade está lentamente se aproximando do entendimento de que comer animais é extremamente danoso, mas todo esse trabalho é desfeito quando nos permitimos colocar as pessoas em pedestais e tomar sua palavra como evangelho.

Estilo de vida vegano | Foto: Reprodução Pixabay

O movimento vegano visa acabar com a opressão animal. Mas quando permitimos que alguns humanos tenham mais importância do que outros, como podemos esperar que as pessoas valorizem igualmente os animais humanos e não humanos?

As celebridades vendem seu estilo de vida como sua marca, mas ser vegano é muito mais do que isso. É hora de pararmos de glorificar aqueles que estão sob os holofotes e nos concentrarmos naqueles que estão presos em jaulas, fazendas e locais que ninguém deveria viver.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui