Vigilante tem moto queimada enquanto salva cães de incêndio: ‘a vida importa mais’


Foto: Fernanda Martinelli/Acervo pessoal

O vigilante Phelipe Ferreira de Carvalho, de 25 anos, salvou a vida de dois cachorros que viviam em um posto de abastecimento de água que foi atingido por um incêndio florestal em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

Durante o resgate aos animais, Phelipe perdeu sua moto e seu celular para o fogo. Para ele, no entanto, o que mais importa é ter impedido que os cães morressem.

“Perdi minha moto, meu celular, mas, se fosse preciso, faria de novo. A vida importa mais. O bem material dinheiro compra. A vida jamais”, disse ao G1. “Bem material eu consigo de novo. Na hora, você chora, mas depois passa, porque vi que consigo recuperar, então eu faria tudo de novo. É minha índole. Em uma situação dessa, bem material fica para trás”, completou.

O incêndio, que destruiu uma área verde de tamanho superior a dez campos de futebol, teve início na última sexta-feira (18) por volta das 11 horas. O fogo estava a 500 metros de distância do posto de abastecimento quando Phelipe decidiu guardar suas ferramentas de trabalho para ir embora.

Foto: Carlos Trinca/EPTV

“Liguei para o meu supervisor para deixá-lo ciente de que, se aumentasse o fogo, eu pegaria minha moto e sairia, mas bateu um vento muito forte. Foi coisa de dois minutos e o fogo se alavancou”, contou.

Com a aproximação das chamas, Phelipe não pensou duas vezes: a prioridade era salvar Bob e Pretinha, cães adotados há cinco anos pelos funcionários do estabelecimento. “Teria dado tempo de tirar a moto, o celular, teria dado tempo de tudo, mas e eles? Eles são cachorros ativos, que correm, mas, devido à fumaça, eles se acuaram. Eu tocava, mas eles não saíam”, disse.

Para conseguir retirar os cachorros do local, o vigilante entrou em contato com uma moradora de um condomínio da região. Fernanda Martinelli gosta dos cães e é a responsável pela ração e os medicamentos deles. Ela foi até o local com seu carro, no qual os animais foram colocados.

Foto: Carlos Trinca/EPTV

Após salvar os cães, Phelipe disse para a moradora levá-los para casa. O plano dele era retornar ao local e pegar sua moto, mas era tarde demais. A moto estava em chamas e o fogo se aproximava do vigilante, que saiu correndo e deixou seu celular cair no mato.

“O calor veio no meu rosto. Só não queimei porque estava de capacete. Era tudo ou nada. Tive que abandonar a moto, pular um alambrado e sair correndo. Sentia o calor nas costas e corria. Na hora, não dá medo. Dá desespero. Você só pensa em correr”, contou.

Com tosse, os cachorros foram levados para a casa de Fernanda, que os socorreu e usou soro fisiológico para limpar as vias aéreas deles, contaminadas pela fuligem. Após uma noite com a moradora, os animais retornaram para o posto de abastecimento.

Tranquilo por ter garantido a segurança dos cachorros, Phelipe voltou para sua casa em Jardinópolis, cidade vizinha, e foi até o pronto-socorro por conta de uma dor de cabeça causada pela fumaça inalada. O vigilante recebeu analgésico e a orientação de permanecer em repouso, mas já se sente preparado para retornar ao trabalho, em paz por ter tomado a decisão certa.

Foto: Fernanda Martinelli/Acervo pessoal

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AVANÇO

COMPORTAMENTO

'SAVE RALPH'

ÍNDIA

REVOLTA

AÇÃO SOCIAL

MÉXICO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>