Jovem cearense cria o primeiro site voltado para ajudar na adoção de animais abandonados no Ceará


Reprodução

O jovem Felipe Ribeiro, criou o Adotapet, site que oferece ajuda para quem deseja adotar um animal doméstico e ainda doará para os 20 primeiros animais adotados consulta e castração.

Em uma rápida olhada nas redes sociais, é comum ver diversas Organizações Não Governamentais – ONGs de animais no Ceará com diversos animais resgatados e precisando de adoção. Com a pandemia, ficaram ainda mais difícil essas adoções, já que as feiras estão proibidas para não gerar aglomerações.

Foi pensando nisso, que Felipe Ribeiro (34) criou o Adotapet, um site que auxilia nas doações de animais resgatados pelas ONGs e protetores independentes da cidade de Fortaleza e de todo o Ceará. O melhor é que os primeiros 20 animais adotados através do site, ganharão consulta e castração totalmente grátis da Bichomania. “É o primeiro site do Nordeste que abrange todas ONGs e protetores independentes de animais. Ainda terá complementações, como tela de parceiros para ajudar as ONGs, eventos e também uma tela de doação para ajudar esses animais”- diz Felipe.

Mas não é de agora que Felipe ajuda a causa animal. O trabalho voluntário começou há 15 anos, desde que abriu a Bichomania. Ao longo dos anos, foram milhares de consultas, castrações, exames e toneladas de rações doados. “Perdi a conta de consultas, exames e castrações que doamos para animais carentes, a ONG Abrace é uma das que sempre pôde contar conosco. Ano passado, fizemos o Sana no Centro de Eventos do Ceará, maior evento de adoção da história do Nordeste, onde conseguimos adoção para 54 animais e alegrar 54 famílias. Este ano não fizemos o evento devido à pandemia, então o site foi uma maneira que vimos para termos um local permanente de adoção, de modo que não tenha aglomeração e possamos ajudar todas as ONGs ao mesmo tempo”- explica.

O site funciona para as ONGs que desejam doar seus animais e para quem quer adotar. Todo o sistema foi feito de forma completa e simples para facilitar o acesso e consequentemente a adoção. “Basta entrar no site e se cadastrar. Ele é altamente autoexplicativo, podendo ser filtrado por ONG, espécies de animais, idade, porte e sexo. Então aparecem os animais disponíveis, com todas as informações, por exemplo, se é castrado, vacinado vermífugado etc. Você escolhendo o animal, vai responder um formulário padrão de adoção e um termo de compromisso. Depois o responsável pelo animal entrará em contato para concluir a adoção”- pontua Felipe.

Qualquer abrigo pode fazer parte. Basta entrar no site, se cadastrar como ONG, colocar todas as informações, aguardar o ok do site e já fica disponível para cadastrar os animais.

De acordo com Felipe, é mais que necessário um bom relacionamento entre os protetores e empresários do seguimento. A causa animal é muito maior e mais complexa do que se imagina. Então o ideal é que se possa caminhar juntos: empresários e protetores”- conclui.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

TRATAMENTO MÉDICO

PROGRESSO

GANÂNCIA

DESTRUIÇÃO AMBIENTAL

COREIA DO SUL

VEGANISMO

PRESSÃO PÚBLICA

RESILIÊNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>