Incêndios no Pantanal ultrapassam 2,9 milhões de hectares consumidos


Pixabay

Na última sexta-feira (18), a Rádio Câmara veiculou uma entrevista com o diretor do Instituto do Homem Pantaneiro, coronel Ângelo Rabelo, na qual afirma que não há diálogo entre os governantes e cientistas a respeito dos mais urgentes problemas ambientais e reclamou das políticas públicas para o Pantanal, alertando que 2,9 milhões de hectares de vegetação nativa já foram perdidos para as queimadas, equivalendo a 20% de todo o seu território.

Segundo Rabelo, não possuímos preparação ou capacidade financeira e operacional para enfrentar essa situação. Além disso, os fatores climáticos mostrados pela ciência são indiscutíveis. No Pantanal, os brigadistas são contratados a partir do mês de julho, no entanto, estão trabalhando para combater o fogo desde fevereiro.

Na semana passada, o Mato Grosso do Sul havia perdido mais de um milhão de hectares de vegetação. As queimadas já afetaram cerca 580 espécies de aves, 280 de peixes, 174 de mamíferos, 131 de répteis, 57 anfíbios e pelo menos duas mil espécies de plantas.

A especialista em Amazônia e pesquisadora da Universidade de Oxford, Erika Berenguer, também contou, em entrevista à Rádio Câmara, que é necessário a criação e um sistema de previsão de secas extremas para fazer um monitoramento de queimadas e liberar alertas em tempo real.

Erika ressalta que deve-se fortalecer e expandir os programas de sistemas agrícolas alternativos às queimadas e ainda, defende o fortalecimento dos comitês estaduais de gestão do fogo, como a redução do desmatamento.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE

TECNOLOGIA

DESUMANIDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>